1º Simulado - 2º Dia

Download 1º Simulado - 2º Dia

Post on 03-Aug-2015

1.684 views

Category:

Documents

16 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

PROVA DE REDAO E DE LINGUAGENS, CDIGOS E SUAS TECNOLOGIASPROVA DE MATEMTICA E SUAS TECNOLOGIASEste CADERNO contem 90 QUESTES numeradasde 91 a 180, dispostas da seguinte maneira:a. as questes de nmero 91 a 135 so relativas rea de Linguagens, Cdigos e suas tecnologias;b. as questes de nmero 136 a 180 so relativas rea de Matemtica e suas Tecnologias.

TRANSCRIPT

  • PROVA DE REDAO E DE LINGUAGENS, CDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

    PROVA DE MATEMTICA E SUAS TECNOLOGIAS

    LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUES SEGUINTES

    2 DIA

    16/06/12

    CADERNO

    AMARELO

    01 - Este CADERNO contem 90 QUESTES numeradas

    de 91 a 180, dispostas da seguinte maneira:

    a. as questes de nmero 91 a 135 so relativas

    rea de Linguagens, Cdigos e suas tecnologias;

    b. as questes de nmero 136 a 180 so relativas

    rea de Matemtica e suas Tecnologias.

    02 - Confira se o seu CADERNO contm a quantidade de

    questes e se essas questes esto na ordem

    mencionada na instruo anterior. Caso o caderno

    esteja incompleto, tenha qualquer defeito ou

    apresente divergncia, comunique ao professor da sala

    para que ele tome as providncias cabveis.

    03 - Escreva e assine seu nome nos espaos prprios do

    CARTO-RESPOSTA com caneta esferogrfica de tinta

    preta.

    04 - No dobre, no amasse nem rasure o CARTO-

    RESPOSTA, pois ele no poder ser substitudo.

    05 - Para cada uma das questes objetivas, so

    apresentadas 5 opes identificadas com as letras A, B,

    C, D e E . Apenas uma responde corretamente

    questo.

    06 - No CARTO-RESPOSTA, preencha todo o espao

    compreendido no crculo correspondente opo

    escolhida para a resposta. A marcao em mais de uma

    opo anula a questo, mesmo que uma das respostas

    esteja correta.

    07 - O tempo disponvel para estas provas de cinco

    horas e trinta minutos.

    08 - Reserve os 30 minutos finais para marcar seu

    CARTO-RESPOSTA. Os rascunhos e as marcaes

    assinaladas no CADERNO DE QUESTES no sero

    considerados na avaliao.

    09 - Somente sero corrigidas as redaes transcritas na

    FOLHA DE REDAO.

    10 - Quando terminar as provas, entregue o CARTO-

    RESPOSTA/FOLHA DE REDAO ao professor de

    sala.

    11 - Voc poder deixar o local de prova somente aps

    decorridas duas horas do incio da aplicao .

    12 - Voc ser excludo do exame no caso de:

    a. agir com incorreo ou descortesia para com

    qualquer participante ou pessoa envolvida no

    processo de aplicao das provas;

    b. perturbar, de qualquer modo, a ordem no local de

    aplicao das provas, incorrendo em

    comportamento indevido durante a realizao do

    exame;

    c. se comunicar, durante as provas, com outro

    participante verbalmente, por escrito ou por

    qualquer outra forma;

    d. utilizar qualquer tipo de equipamento eletrnico e

    de comunicao durante a realizao do exame;

    e. utilizar ou tentar utilizar meio fraudulento, em

    benefcio prprio ou de terceiros, em qualquer

    etapa do exame;

    f. utilizar livros, notas ou impressos durante a

    realizao do exame;

    g. se ausentar da sala de provas levando consigo o

    CADERNO DE QUESTES/CARTO-

    RESPOSTA

    .QUESTES/CARTRESPOSTARESPOSTA antes

  • ENSINO MDIO/ I SIMULADO - CSJ 2 dia (16/06/1012) Caderno AMARELO

    Pg

    ina1

    LINGUAGENS, CDIGOS E SUAS

    TECNOLOGIAS

    QUESTES DE 91 A 135

    QUESTES DE 91 A 100 PORTUGUS

    Leia o texto abaixo.

    Combate dengue Elimine a gua parada. Recolha, proteja e tampe as latas, garrafas e pneus. Tampe a caixa dgua. Troque a gua por areia nos vasos de plantas e

    lave bem os pratos dos xaxins.

    QUESTO 91.

    Ministrio da Sade

    Todo e qualquer discurso possui uma implcita

    inteno que se realiza na forma como a

    comunicao se realiza. Com base nisso,

    identifique a funo da linguagem do texto a cima.

    (A) emotiva.

    (B) ftica.

    (C) referencial.

    (D) apelativa.

    (E) metalingustica.

    QUESTO 92.

    Observe os quadrinhos abaixo e responda

    questo.

    Assinale a alternativa em que se faz um

    comentrio INACEITVEL aos quadrinhos de

    Ziraldo.

    (A) O menino tinha ideia clara acerca da

    finalidade apelativa do seu texto.

    (B) Os termos do cartaz reproduzem a sintaxe

    tpica desse gnero de texto.

    (C) O menino demonstra inabilidade para ajustar-

    se s exigncias de textos publicitrios.

    (D) As incorrees gramaticais do segundo quadro

    vo da ortografia sintaxe.

    (E) Os erros do cartaz constituram uma

    estratgia para atrair possveis consumidores.

    QUESTO 93.

    Nas Garras do Cime Atire a primeira pedra quem nunca se sentiu

    enciumado, ainda que tenha mantido o fato em segredo (1). Sutil ou avassalador, esse um dos sentimentos mais contundentes do ser humano. Talvez por isso seja fonte de inspirao para escritores e compositores. O cime est no centro do inferno emocional de Bentinho, personagem esculpido por Machado de Assis no romance Dom Casmurro que passa os dias dominado por incertezas e fantasias sobre a possvel traio da idolatrada Capitu(2). Em Otelo, de William Shakespeare, ele o monstro de olhos

    verdes que leva ao assassinato de Desdmona. Na msica, tambm no faltam exemplos. O cime foi cantado por Orlando Silva, Roberto Carlos e Caetano Veloso, entre tantos outros, lembra Luiz Tatit, compositor e professor da Universidade de So Paulo (USP). E, claro, no h novela que no leve um toque dessa pimenta nas relaes.

    Na vida real, o cime um dos temas que aparecem com frequncia nas conversas com amigos, nas sesses de terapia. compreensvel. Afinal, no di a dia, difcil ignor-lo. natural sentir cime. como sentir dor ou fome, diz o

    especialista Ailton Amlio da Silva, da USP. Tambm verdade que, no Carnaval, o monstro ataca com volpia. Em s conscincia, nessa poca de barriguinhas lindas mostra, quem deixaria o parceiro passar o feriado sozinho? No entanto, para desespero dos mais preocupados, alm do Carnaval e das situaes comuns que podem ser estopins de uma crise, como uma simples ida a um restaurante, surgem outras capazes de despertar

    Tenho uma ideia genial pra

    propaganda do nosso negcio!

  • ENSINO MDIO/ I SIMULADO - CSJ 2 dia (16/06/1012) Caderno AMARELO

    Pg

    ina2

    o monstro. As imensas possibilidades de contato com outras pessoas abertas pelas relaes virtuais esto entre elas. No exagero dizer que as novas ferramentas de comunicao da internet esto para o cime (3) como a gasolina est para apagar incndio (4). O Orkut, por exemplo, uma janela para o mundo que permite fazer contatos ou reencontrar antigos amores. Mas, para quem tem tendncia ao cime, mais uma trincheira de briga. Em geral, por causa de recados deixados nas pginas de visita. O correio eletrnico outro cenrio que atrai desconfiados decididos a escara funchar as mensagens eletrnicas atrs de pistas de traio.

    O sentimento tambm se infiltra nas baladas. Por trs do clima aparentemente descomprometido das festas, esto jovens que muitas vezes no se do o direito de admitir o desconforto quando o parceiro acha nova companhia (5). O que a moada tenta fazer administrar a situao. Na verdade, na gerao adepta do ficar (trocar carcias sem compromisso), o cime perdeu espao. O ficar

    transformou a relao com o cime, que se mantm mais escondido, avalia o psiclogo Ailton.

    (ISTO . Nas garras do cime. 09.02.2005.)

    As oraes destacadas no texto so subordinadas.

    Qual das opes corresponde classificao

    CORRETA.

    (A) 1.adverbial consecutiva, 2. Substantiva

    objetiva direta, 3. Adjetiva restritiva,

    4.adverbial comparativa, 5. Adverbial

    condicional.

    (B) 1. substantiva objetiva direta, 2. Adjetiva

    explicativa, 3. Adverbial concessiva, 4.

    Adverbial conformativa, 5. Adverbial

    temporal.

    (C) 1. Adverbial concessiva, 2. Adjetiva restritiva,

    3. Substantiva objetiva direta, 4. Adverbial

    conformativa, 5. Adverbial temporal.

    (D) 1. Adverbial causal, 2. Objetiva indireta, 3.

    Adverbial comparativa, 4. Substantiva

    completiva nominal, 5. Adverbial final.

    (E) 1. Adverbial concessiva, 2. Adjetiva

    explicativa, 3. Substantiva objetiva direta,

    4.adverbial comparativa, 5. Adverbial

    temporal.

    Leia os textos 1 e 2 para responder s

    questes de 94 a 97.

    TEXTO 1 - O livro como fresta

    certo que um livro

    quando se desgua

    a tinta negra de suas pginas alm de suas quatro margens

    um rio que escorre letras

    metforas que rompem diques

    pelo postigo de quem escreve

    tudo olhos, sis, lentes na viglia, nas insnias:

    o universo s escncaras

    alm, nos telescpios tudo o que a vista desalcana

    os minimundos vazios diante de uma veneziana

    entreaberta PEREIRA, Lus Araujo. Minigrafias. Goinia:

    Cnone, 2009. p. 19.

    TEXTO 2 Livros de biblioteca instalada em favela inspiram msicas.

    Anderson Aparecido Bandeira da Silva, 16, ficou conhecido no Jardim Panorama, favela da zona oeste de So Paulo bem ao lado do shopping Cidade Jardim, por seus raps, que tratavam, quase sempre, da violncia. A fonte de inspirao do garoto apelidado MC Guri, no entanto, mudou completamente h cerca de um ano, quando ele passou a frequentar a biblioteca comunitria da regio onde mora. A partir da leitura de um livro cujo tema central a lembrana ironia: ele no se lembra do nome do livro , fez uma msica para trs pessoas queridas que perdeu. Em casa, MC Guri no tem nenhum livro de leitura, s os que usa para a escola. Mas sua presena na

    biblioteca comunitria assdua. Tudo para manter fresco o novo repertrio que apresenta em shows feitos em comunidade pobres da regio.

  • ENSINO MDIO/ I SIMULADO - CSJ 2 dia (16/06/1012) Caderno AMARELO

    Pg

    ina3

    Os versos de MC Guri, que est no 9 ano do ensino fundamental, passaram de E olha o Pan a

    de novo / botando a chapa quente para A favela no a mesma / se liga no meu papo / porque se foram embora / Paulinho, Kevin e Renato estes ltimos versos so da primeira msica sob a influncia dos livros, em homenagem a trs vizinhos que morreram, um deles por culpa da dengue. Os quadrinhos foram a porta de entrada de MC Guri para a literatura. Depois, vieram os livros de aventura. Hoje, ele l at poesias. Alm da mudana de tom das letras, houve ainda uma mudana no ritmo. MC Guri trocou a batida do rap pela do funk, para combinar mais com a sua nova fase.

    REWALD, Fabiana. Livros de biblioteca instalada em favela inspiram msicas. Folha de S. Paulo, S. Paulo, 13 set. 2010. p. C5. Cotidiano.

    QUESTO 94.

    Os Textos 1 e 2 aproximam-se quanto temtica

    abordada. A esse respeito, ambos evidenciam que

    a leitura :

    (A) uma habilidade que exige formao tcnica

    apurada, adquirida nos estabelecimentos

    escolares.

    (B) um processo de transformao pessoal, que

    demanda acesso ao conhecimento e s

    sensaes.

    (C) um recurso para se conseguir ascenso na

    pirmide social.

    (D) uma atividade de decodificao de elementos

    lingusticos que representam a realidade.

    (E) uma prtica caracterstica das elites

    intelectuais, estabelecedoras de padres de

    comportamento.

    QUESTO 95.

    No Texto 1, os versos um rio que escorre

    letras / metforas que rompem diques

    remetem s consequncias da leitura de um livro.

    Qual fato da vida de MC Guri (Texto 2) associa-

    se a esses versos?

    (A) Criao de seu novo repertrio musical.

    (B) Frequncia assdua biblioteca.

    (C) Autoria de raps com temas sobre a violncia.

    (D) Consulta aos livros escolares.

    (E) Sada do Jardim Panorama.

    QUESTO 96.

    Analise sintaticamente a expresso destacada no

    fragmento, logo aps classifique-a marcando a

    sentena CORRETA.

    Livros de biblioteca instalada em favela inspiram

    msicas Anderson Aparecido Bandeira da Silva,

    16, ficou conhecida no Jardim Panorama, favela

    da zona oeste de So Paulo bem ao lado do

    shopping Cidade Jardim, por seus raps, que

    tratavam, quase sempre, da violncia.

    (A) Adjunto adverbial de lugar

    (B) Objeto direto

    (C) Aposto resumitivo

    (D) Aposto enumerativo

    (E) Aposto especificador

    QUESTO 97.

    O complemento nominal est evidente em:

    (A) A fonte de inspirao do garoto apelidado MC

    Guri,

    (B) Em homenagem a trs vizinhos que morreram,

    (C) Depois, vieram os livros de aventura.

    (D) Tudo para manter fresco o novo repertrio

    que apresenta em shows

    (E) Por seus raps, que tratavam, quase sempre, da

    violncia.

    QUESTO 98.

    Leia a piada e marque a alternativa.

    Emprstimo entre amigos O sujeito chega para o amigo e dispara: - Joo, me empresta mil reais? - No posso, s tenho setecentos.

    No tem problema, voc fica me devendo.

    I. A forma verbal dispara permite ao leitor

    subtender que o interlocutor vai anunciar

  • ENSINO MDIO/ I SIMULADO - CSJ 2 dia (16/06/1012) Caderno AMARELO

    Pg

    ina4

    algo que no pode ser agradvel aos ouvidos

    do amigo.

    II. O verbo dispara foi usado, nesse contexto,

    como verbo de elocuo para evidenciar a

    noo de que l vai bomba.

    III. A expresso Joo foi usada para

    enfatizar a quem o interlocutor dirige sua

    fala, marcada pela funo do vocativo.

    IV. O uso do oblquo em me empresta funciona

    como objeto direto, tendo em vista a

    predicao do verbo.

    Analise as proposies e marque a alternativa que

    apresenta, apenas, a(s ) CORRETA(S).

    (A) II e III.

    (B) I e III.

    (C) I, II e III.

    (D) II, III e IV.

    (E) III e IV.

    QUESTO 99.

    Leia o fragmento do texto.

    I. A populao estava to acostumada a viver

    naquelas condies

    II. que o alvio s foi sentido plenamente quando

    as placas, painis e outdoors foram

    definitivamente removidos.

    III. Se essa reduo se confirmar, dentro de

    mais alguns meses ser inevitvel,

    IV. tambm, a queda dos prmios de seguro

    tanto de veculos como de seguro de vida.

    Os trechos destacados (I, II, III e IV)

    expressam, respectivamente, circunstncias de:

    (A) lugar; restrio; condio; adio.

    (B) meio; causa; meio; acrscimo.

    (C) lugar; consequncia; meio; concluso.

    (D) modo; consequncia; causa; concluso.

    (E) modo; consequncia; condio; acrscimo.

    QUESTO 100.

    Assinale o item em que NO h correspondncia

    de sentido com a seguinte frase: QUEM VIVE

    SABE, MESMO SEM SABER QUE SABE.

    (A) Quem vive sabe, embora no saiba que sabe.

    (B) Quem vive sabe, entretanto sabe que no

    sabe.

    (C) Quem vive sabe, se bem que no sabe que

    sabe.

    (D) Quem vive sabe, conquanto no saiba que sabe.

    (E) Ainda que no saiba que sabe, quem vive sabe.

    QUESTES DE 101 A 110 - LITERATURA:

    Considere as seguintes afirmaes sobre o

    Barroco brasileiro:

    I. A arte barroca caracteriza-se por

    apresentar dualidades, conflitos, paradoxos

    e contrastes, que convivem tensamente na

    unidade da obra.

    II. O conceptismo e o cultismo, expresses da

    poesia barroca, apresentam um imaginrio

    buclico, sempre povoado de pastoras e

    ninfas.

    III. A oposio entre Reforma e Contrarreforma

    expressa, no plano religioso, os mesmos

    dilemas de que o Barroco se ocupa.

    QUESTO 101.

    Quais esto CORRETAS?

    (A) Apenas I.

    (B) Apenas II.

    (C) Apenas III.

    (D) Apenas l e III.

    (E) I, II e III.

    QUESTO 102.

    I. "Porque no merecia o que lograva,

    Deixei, como ignorante, o bem que tinha,

    Vim sem considerar aonde vinha,

    Deixei sem atender o que deixava."

    II. "Se a flauta mal cadente

    Entoa agora o verso harmonioso,

    Sabei, me comunica este saudoso

    Influxo a dor veemente;

    No o gnio suave,

    Que ouviste j no acento agudo e grave."

    III. "Da delirante embriaguez de bardo

    Sonhos em que afoguei o ardor da vida,

    Ardente orvalho de febris pranteios,

    Que lucro alma descrida?"

  • ENSINO MDIO/ I SIMULADO - CSJ 2 dia (16/06/1012) Caderno AMARELO

    Pg

    ina5

    Cada estrofe, a seu modo, trabalha o tema de um

    bem, de um amor almejado e passado ou perdido.

    Avaliando atentamente os recursos poticos

    utilizados em cada uma delas podemos dizer que

    os movimentos literrios a que pertencem I, II e

    III so respectivamente:

    (A) barroco - arcadismo...

Recommended

View more >