19 Congresso de Iniciação Científica ESTUDO DA EFICÁCIA DE ... ?· 19 congresso de iniciação científica…

Download 19 Congresso de Iniciação Científica ESTUDO DA EFICÁCIA DE ... ?· 19 congresso de iniciação científica…

Post on 20-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

<ul><li><p>19 Congresso de Iniciao Cientfica</p><p>ESTUDO DA EFICCIA DE SISTEMAS LQUIDO-CRISTALINOS ACRESCIDOS DE CACAUORGNICO ASSOCIADOS OU NO ELETROESTIMULAO MICROGALVNICA NAATENUAO DE RUGAS PERIORBICULARES</p><p>Autor(es)</p><p>RICA APARECIDA MARIANO CAMARGO</p><p>Orientador(es)</p><p>MARIA SILVIA MARIANI PIRES DE CAMPOS</p><p>Apoio Financeiro</p><p>PIBIC/CNPQ</p><p>1. Introduo</p><p>O envelhecimento cutneo um fenmeno biolgico resultante do envelhecimento extrnseco, causado, principalmente pelaexposio luz ultravioleta; e do envelhecimento intrnseco, determinado por fatores genticos. Est relacionado reduo dacapacidade proliferativa das clulas, onde o colgeno torna-se mais rgido; as fibras elsticas perdem a elasticidade; asglicosaminoglicanas diminuem, com conseqente perda de gua. Ocorre dficit de adeso, migrao, desenvolvimento e diferenciaocelular, impossibilitando o tecido conjuntivo de promover a manuteno da camada de gordura uniforme sobre a pele, associado combaixa velocidade de troca e oxigenao dos tecidos. A microcirculao diminui e torna-se desorganizada, afetando a proteo,termorregulao e reparo da pele (DZUBOW, 2000; RYAN, 2004). Todas estas alteraes resultam em formao de rugas (SADICK,2002).A compreenso das alteraes que ocorrem na face envelhecida pode ser auxiliada com a conceituao de que a pele uma estruturasobre um esqueleto sseo, um sistema de suporte, e um envelope externo. Entre as estruturas de suporte esto as cartilagens que socomplementadas pelo sistema musculofacial e musculoaponeurtico superficial (BRYAN; STEVEN, 2008).Existem dois tipos de rugas. As rugas gravitacionais, que ocorrem associadas prpria gravidade e reduo do trofismo muscularque levam a ptoses do tecido; e as rugas dinmicas que so decorrentes da atividade mmica e seguem as linhas de trao da pele(DZUBOW, 2000).Lemperle et al. (2001) classificam as rugas quanto sua profundidade. A ausncia de rugas classificada como grau 0, as perceptveisgrau 1, a presena de rugas superficiais grau 2, as com profundidade moderada grau 3, profundas com extremidade bem definida grau4, e as muito profundas, com dobra redundante grau 5.A corrente galvnica (CG) possui efeitos fisiolgicos como: eletroforese, eletrosmose e a vasodilatao, produzindo estimulao dosfibroblastos, o que gera colgeno em maior quantidade e qualidade; da microcirculao e neuroestimulao, com melhora na nutrioe oxigenao do tecido. Sua aplicao invasiva regulada em microampre objetiva a compilao dos efeitos fisiolgicos da corrente eda inflamao aguda (GUIRRO; GUIRRO, 2004). Para Peters et al. (2001) a CG facilita a cicatrizao e migrao de fibroblastos paraa regio estimulada. Cheng et al. (1982) observaram que a eletroestimulao afeta o metabolismo protico aumentando adisponibilidade de aminocidos livres, a incorporao de glicina, o transporte de aminocidos, a concentrao de ATP sem alterar oDNA. Para Nelson et al (2003) a CG tem a propriedade de elevar a permeabilidade s molculas e extravasamento de leuccitos,</p></li><li><p>promovendo uma reao inflamatria. O fato dos fibroblastos serem clulas aerbicas migram para o ctodo e se organizam de formaperpendicular ao campo da corrente, j que esta fonte de oxignio. Scoriza et al (2005) demonstraram que a eletroestimulaomicrogalvnica associada ou no vitamina A palmitato reduziu o tamanho e grau das rugas com melhora da distensibilidade da pele.Estudos tm demonstrado que a administrao oral ou tpica de alguns extratos de plantas podem reduzir o envelhecimento, entreelas, o cacau, pois contm flavonides, catequinas e xantinas (HEINRICH et al., 2006; MITANI et al., 2007).O cacau - Theobroma cacao L. constitudo de triglicerdeos e cidos graxos (50%) compostos polifenlicos e taninos condensados(5 a 10%), e 1 a 2% de bases pricas representadas pela teobromina, em mdia 1,5%; e cafena (0,16 a 0,4%), alm de teofilina(COSTA, 2002; SIMES, 2007).Heinrich et al (2006) observaram que o consumo de uma bebida com alta concentrao de flavonol, proporciona aumentosignificativo no fluxo sangneo cutneo e subcutneo do tecido, bem como, na hidratao da pele, na textura, densidade, espessura,aspereza, e descamao da pele; alm de diminuio da perda de gua transepidrmica e fotoproteo.Os cristais lquidos so produtos que se encontram num estado intermedirio na transformao trmica a partir do estado slido para olquido, compreendendo o estado mesomrfico, que apresenta propriedades tanto de slidos quanto de lquidos. (FERRARI et al.,2004; MORAIS, 2006). A utilizao tpica deste sistema apresenta vantagens como: promover liberao controlada de substnciasativas; proteger substncias ativas sensveis degradao trmica ou fotodegradao; promover aumento da reteno de gua noestrato crneo proporcionando aumento na hidratao cutnea (MORAIS, 2006).</p><p>2. Objetivos</p><p>Este trabalho teve como objetivo avaliar a eficcia de sistema lquido-cristalino acrescido de cacau orgnico associado ou no eletroestimulao microgalvnica na atenuao de rugas periorbiculares.</p><p>3. Desenvolvimento</p><p>Este estudo foi aprovado pelo Comit de tica em Pesquisa da Universidade Metodista de Piracicaba UNIMEP (processo n 24/10).Estudamos 26 mulheres saudveis, idade entre 30 e 45 anos, portadoras de rugas periorbiculares, divididas em 4 grupos: cacau (C,n=7), veculo (V, n=7), cacau associado eletroterapia (CE, n=7) e veiculo associado eletroestimulao (VE, n=6). Foram critriosde excluso: portadoras de quelide, psorase, vitiligo, diabete, menopausa, hipercotisolismo, alergia nquel, uso de corticides, ouatividade laboral com grande exposio solar.As voluntrias aplicaram as formulaes uma vez ao dia ( noite), na regio periorbicular, por 60 dias e fator de proteo solar demanh e no meio do dia, incluindo a regio palpebral. As voluntrias no tinham cincia se o produto aplicado continha ou no ocacau.Previamente aplicao da CG foi realizada assepsia com lcool 70 da regio periorbicular dos olhos. O tratamento comeletroestimulao microgalvnica (Striat Ibramed Ind. Br. de Equipamentos Mdicos Lt. Amparo, So Paulo, Brasil), foi aplicadonuma intensidade de 100?A, intradrmica, onde utilizou-se como eletrodo ativo (plo negativo), agulhas de acupuntura de 5mm,descartveis, e eletrodo passivo (positivo) posicionado na face posterior do brao. Aps o tratamento foi aplicado fator de proteosolar para evitar discromias. O tratamento foi realizado 1 vez/semana por 60 dias, totalizando 8 sesses.Para a avaliao, a pele das voluntrias foi fotografada antes e aps o tratamento, pelo microscpio (CDD color, modelo I-Scope),com aumento de 10 vezes, sendo as imagens transferidas para o Corel Photo-Paint 8, colocando-se uma grade quadriculada,totalizando 266 quadrados com rea de 1,2 cm, e analisadas pelo mtodo de planimetria por contagem de pontos(MANDARIM-DE-LACERDA, 1994). Contou-se o nmero de quadrados ocupados por rugas dos diferentes graus. Para aumentar aconfiabilidade da anlise das imagens foi realizado estudo cego simples.A anlise estatstica foi feita pelo aplicativo Bioestat 5.0. As diferenas do antes e depois dos achados morfomtricos intra-grupos,utilizou-se o teste no paramtrico de Friedman. Para comparao entre os grupos, foi empregado o teste de Kruskal-Wallis seguidopor Studant-Newman-Keuls. O nvel de significncia foi de 5%.</p><p>4. Resultado e Discusso</p></li><li><p>A anlise estatstica intra-grupo demonstrou alteraes significativas nas diferenas dos nmeros de quadrados ocupados por rugasnos perodos pr e 7 dia ps tratamento (PR/7) com o intervalo entre a avaliao realizada no 7 e 30 dia ps tratamento (PS7/30) para os grupos VE e CE (tabela 1), demonstrando que ao longo do tempo os resultados do tratamento no se mantm,contradizendo Baran e Maibach (1998) que mencionam que os resultados da eletroestimulao persistem por meses aps o trmino dotratamento.Os grupos C e V mantiveram-se estveis, provavelmente, pela ao hidratante das formulaes, que apresentam a base cosmtica emsistema lquido-cristalino que corrobora Moraes (2006), ao relatar que esse sistema possui vantagens funcionais como a reteno degua no estrato crneo.Em relao formulao acrescida de cacau, nossos dados corroboram Heinrich et al (2006) ao mencionarem que o flavonolproporciona aumento no fluxo sangneo cutneo, diminuio da perda de gua transepidrmica e fotoproteo, favorecendo ahidratao.Ao analisar a resposta de cada olho, no olho direito houve piora significativa no grupo CE entre a avaliao realizada PS 7/30 emcomparao ao perodo PR/7 (tabela 1). Os grupos V e VE no possuam rugas de grau 2 no pr tratamento. As rugas de grau 1 noolho direito do grupo CE teve piora significativa da sua extenso comparando a diferena entre o perodo PR/7 e PS 7/30 (tabela1).Na anlise entre os grupos, foi possvel observar no olho esquerdo que o VE apresentou melhora significativa em relao ao grupo C,quando comparamos o perodo PR/30 (tabela 2, figura1).A comparao dos diferentes graus de rugas entre os grupos, demonstrou diferenas significativas para o grau 1 do olho esquerdoquando comparados no perodo PR/30, sendo que o grupo C produziu piora das rugas em relao ao V (tabela 2). Todaviaobserva-se na figura 1 que em nmeros absolutos, que o grupo C teve reduzido a zero as rugas de grau 2, o que aumenta as de grau 1.O mesmo ocorreu na comparao deste grupo com o VE e do VE com o CE (tabela. 2).Ao analisar a resposta de cada olho, o total de nmeros de quadrado ocupados por rugas de grau 1, observamos melhora significativapara o grupo VE proporcionada pela CG, que corrobora Guirro e Guirro (2004) e Scoriza et al (2005) que relatam os efeitosfisiolgicos da corrente como a eletroforese, eletrosmose e a vasodilatao importantes no processo de preenchimento das rugas.Nelson et al (2003) mencionam que CG objetiva a compilao dos efeitos intrnsecos como a inflamao, o aumento dapermeabilidade s molculas e o extravassamento de leuccitos.A suavizao das rugas corrobora Baran e Maibach (1998) ao relatarem sua amenizao frente ao tratamento da eletroestimulao.A resposta do grupo CE no olho direito, demonstrou aumento significativo no tamanho de rugas no perodo entre o 7 e 30 dia pstratamento. Considerando que este grupo iniciou o tratamento com rugas de grau 2 e que zeraram na avaliao do 7 dia, assimaumentando as de grau 1, o que explica a suposta piora. O efeito benfico encontrado para as rugas de grau 2 se deve tanto pelaao do cacau, quanto pelo efeito da CG.Hirata (2004) menciona que aes oxidativas em sistemas biolgicos podem ser retardadas por meio de antioxidantes naturais,principalmente de compostos fenlicos, flavonides e taninos, que captam os radicais livres e interceptam o O2 ativo formandoradicais estveis, assim combatendo o envelhecimento tecidual.O resultado do grupo CE pode estar relacionado os efeitos do cacau relatado por Ribas et al (2006), onde seus componentes comoxantinas (teofilina, teobromina e cafena), flavonoides e taninos, possuem ao anti-inflamatria, sendo antagonista aos receptores daadenosina, que promove liberao de mediadores qumicos no processo inflamatrio (RANG; DALE, RITTER, 2001). Dessa forma,pode-se observar interao antagnica do cacau e da CG no processo inflamatrio.</p><p>5. Consideraes Finais</p><p>Diante dos resultados, foi possvel observar resposta satisfatria na atenuao das rugas periorbiculares utilizando a eletroestimulaomicrogalvnica associado ao sistema lquido-cristalino acrescido ou no de cacau orgnico.</p><p>Referncias Bibliogrficas</p><p>BARAN, R.; MAIBACH, H. Textbook of cosmetic dermatology. 2 ed., p. 643-655, 1998.BRYAN, C. M.; STEVEN, R. J. Surgical Anatomy of the midcheek: facial lauers, spaces, and the midcheek segments. Clin PlasticSurg., v. 35, p. 395-404, 2008.CHENG, N; VAN HOOF e BOCKY. The effects of electric currents on ATP generation, protein synthesis, and membrane transport in</p></li><li><p>rat skin. Clin Orthop Relat Res. v.171, p. 264-272, 1982.COSTA, A. F.; Farmacognosia. 5 edio, volume II. Fundao Calouste Gulbenkian, Lisboa, p. 742-747, 2002.DZUBOW, L. Envelhecimento Facial. In: COLLEMAN III, W.P. et al. Cirurgia Cosmtica: Princpios e Tcnicas, 2 ed. Rio deJaneiro, Revinter. Cap. 2, p. 7-17, 2000.FERRARI, C.; SILVEIRA, F.R.X.; BELTRAMI-JUNIOR, L.M. Uso de cristais lquidos em cosmticos. 2004. 94p. Monografia(Especializao). Faculdade de Cincias da Sade, Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 2004.GUIRRO, E.C.O.; GUIRRO, R.R.J. Fisioterapia Dermato-Funcional. 3 Ed., Barueri-SP: Manole, 2004.HEINRICH U, NEUKAM K, TRONNIER H, et al. Longterm ingestion of high flavanol cocoa provides photoprotection againstUV-induced erythema and improves skin condition in women. J Nutr v. 136, p. 15651569, 2006.HIRATA, L.L.; SATO, M.E.O.; SANTOS, C.A.M. Radicais Livres e o Envelhecimento Cutneo. Acta Farm. Bonaerense. v. 23, n. 3,p. 418-24, 2004.LEMPERLE, G; HOLMES, RE; COHEN, SR; et al. A Classification of Facial Wrinkles. Plast Reconstr Surg. v. 108, n. 6, p.1735-1750, 2001.MITANI, H; RYU, A; SUZUKI, T; et al., Topical application of plant extracts containing xanthine derivatives can preventUV-induced wrinkle formation in hairless mice Photodermatol Photoimmunol Photomed. v. 23, p. 8694, 2007.MANDARIM-DE-LACERDA, C.A. Manual de qualificao morfolgica: morfometria, halometria e esterologia. 2 ed., Rio deJaneiro, Cebio, p. 8-12, 1994.MORAIS, G.G. Desenvolvimento e avaliao da estabilidade de emulses O/A com cristais lquidos acrescidos de xantina para otratamento da hidrolipodistrofia ginide (celulite). 2006. 158p. Dissertao (Mestrado). Faculdade de Cincias Farmacuticas deRibeiro Preto, Universidade de So Paulo, Ribeiro Preto, 2006.NELSON, RM; HAYS, K; CURRIER, DP. Eletroterapia Clnica. 3 ed. So Paulo: Manole, p. 183-289, 2003.PETERS, EJ; LAVERY, LA; ARMSTRONG, DG; et al. Electric stimulation as an adjunct to heal diabetic foot ulcers: A Randomizedclinical trial. Arch Phys Med Rehabil. v. 82, p.721-725, 2001.RANG, HP; DALE, MM; RITTER, JM. Farmacologia. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Cap. 9, p. 144-45, 2001.RIBAS, MO; SOUSA, MH; SARTORETTO, J, et al. Efeito da Schinus terebinthifolius Raddi sobre o processo de reparo teciduualdas leses ulceradas induzidas na mucosa bucal do rato. Rev Odonto Cincia. v. 21, n. 53, p. 245-52, 2006.RYAN, T. The ageing of the blood supply and the lymphatic drainage of the skin. Micron v. 35, p. 161171, 2004.SADICK, N.S. Structural Appoach to Nonablative Rejuvenation. Cosmetic Dermatol, v.15, n. 12, p. 39-43, 2002.SCORIZA, J.M.; PIRES-DE-CAMPOS, MSM; POLACOW, MLO; LEONARDI, GR. Estudo da eletroestimulao microgalvnicaisolada ou associada vitamina A palmitato nas rugas periorbitais. In: 13 Congresso de Iniciao Cientfica: UNIMEP/CNPQ, 2005.SIMES, C.M.O.; SCHENKEL, E.P.; GOSMANN, G., et al. Farmacognosia da Planta ao Medicamento. 6 ed. Editora da UFSC,Porto Alegre, p. 895-896, 2007.</p><p>Anexos</p></li></ul>

Recommended

View more >