14a edição do Jornal Ação municipal

Download 14a edição do Jornal Ação municipal

Post on 24-May-2015

80 views

Category:

Design

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Ano II - N 13 - janeiro de 2014 distribuio dirigida CAO Educao informa sobre mudanas no calendrio de vistorias do transporte escolar Reproduo/TV Anhanguera Transporte escolar FGM Dinheiro no reclamado de prmios das loterias federais pode ser destinado Sade LOTERIAS O Fundo Nacional de Sade (FNS) pode passar a receber os prmios das loterias fede- rais da Caixa Econmica no reclamados pelos ganhadores. Atualmente todo este recurso vai apenas para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). De acordo com o Projeto de Lei do Senado (PLS) 313/2011, o dinheiro seria destinado Sade Pblica e o Fies ficaria com os 30% da renda lquida das loterias. O PLS tramita atualmente na Comisso de Educao, Cultura e Esporte (CE), em forma de substitutivo. A relatora, senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), apresentou parecer favorvel matria. Segundo ela, a proposta justa porque beneficia a Sade dos brasi- leiros sem gerar problemas ao Fies. Valores no reclamados da loteria so aqueles prmios sorteados, mas que os ganha- dores no aparecem num prazo de 90 dias para resgatar o dinheiro. Para fazer a nova destinao desses recursos, o PLS 313/2011 altera a Lei 10.260/2001 (Lei do Fies); o Decreto-Lei 204/1967 (que trata da explorao das loterias); a Lei 8.080/1990 (que re- gulamenta os servios de sade) e a Lei 9.615/1998, (Lei Pel). Avaliao no Senado De autoria do senador Paulo Davim (PV-RN), o Projeto de Lei foi aprovado na Comisso de Assuntos Sociais (CAS) e agora aguarda votao na CE. Se aprovado tambm por este colegiado, segue para avaliao na Comisso de Assuntos Econmicos (CAE). A proposta tramita em carter terminativo, portanto no deve ser submetida ao Plenrio e poder seguir direto para a Cmara dos Deputados. O Centro de Apoio Operacional (CAO) da Educao do Ministrio P- blico de Gois recebeu nesta semana ofcio do Departamento Estadual de Trnsito (Detran) comunicando alte- raes no calendrio de vistorias do transporte escolar do primeiro semes- tre deste ano devido ao feriado de carnaval. Com as mudanas, a fiscali- zao em 13 municpios ser feita em novas datas . As modificaes foram comunicadas pelo CAO Educao s Promotorias de Justia. E a Federao Goiana de Municpios (FGM) ajuda a reforar sobre as novas datas e que todos os gestores responsveis pela rea de transporte escolar fiquem atentos. O calendrio integral das vistorias do primeiro semestre de 2014 pode ser con- sultado na pgina do Centro de Apoio no site do MP-GO, na aba Destaque, no menu Transporte Escolar 2014. Comarcas com mudana na data de vistoria: * Montividiu 27 e 28 de fevereiro * Rio Verde 10, 11, 12, 13 e 14 de maro * Itaj 17 e 18 de maro * Cau 19 e 20 de maro * Cachoeira Alta 21 de maro * Bom Jesus 24 de maro * Jovinia 25 de maro * Pontalina 26 de maro * Cromnia 27 e 28 de maro * Itumbiara 31 de maro e 1 de abril * Panam 2 de abril * Goiatuba 3 de abril * Buriti Alegre 4 de abril Fonte: MP/GO e FGM Ano II - N 14 - abril de 2014 distribuio dirigida Programa RODOVIDA: Para toda estrada, para toda vida Programa RODOVIDA: Para toda estrada, para toda vida Em 2011, ao iniciar seu terceiro mandato de governador por Gois, Marconi Perillo encontrou as estradas estaduais em uma situao que colocava em risco, no s a economia e o desenvolvimento do Estado, mas a prpria vida dos goianos. Uma situao verdadeira- mente desesperadora. Exatamente por isso, decidiu estabelecer como prioridade mudar radicalmente o panorama de toda malha viria para garantir no apenas o desenvolvimento do Estado, mas, sobretudo, a segurana com vistas preservao de vidas, que dependem funda- mentalmente da qualidade das estradas. Felizmente, o Governo de Gois anunciou e j vem executando um pacote de obras de concluso e construo de novas estradas, pontes, aeroportos, viadutos e duplicaes; este volume de obras signica o maior pacote de investimentos j feito na infraestrutura rodoviria e aeroporturia da histria do Estado de Gois. E o governador Marconi Perillo e sua equipe esto trabalhando com a meta de entregar um total de 164 obras em todas as regies do Estado. </li></ul><p> 2. Parceria 2janeiro de 2014Ano II - N 13 Maguito recebe Balestra e destaca boa vontade do governo O prefeito de Aparecida de Goinia, Maguito Vilela (PMDB), voltou a destacar nesta segunda-feira a boa vontade do governo de Gois para reali- zar parcerias com a administrao do municpio. Maguito e praticamente todos os secretrios da sua equipe receberam a visita do secretrio estadual de Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos, Joo Balestra, que foi se colocar disposio do peemedebista para defender os interesses da populao de Aparecida junto aos rgos do Estado. APARECIDA DE GOINIA O governador Marconi Perillo sempre nos tratou bem e tem tido total deferncia co- nosco. Nunca tivemos dificuldade para apresentar as nossas reivindicaes e elas tm sido atendidas de maneira satisfatria, afirmou Maguito. A prefeitura de Aparecida gosta de trabalhar com parcerias, seja com o Estado, seja com o governo federal, e felizmente tem havido unio de todos em favor das demandas do municpio. Balestra informou ao prefeito que, nos ltimos meses, tem insistido junto aos tcnicos da presidente Dilma para que invistam na ampliao do projeto do BRT de Goinia - que a princpio chegar apenas at o Terminal Cruzeiro. O secretrio deseja que a linha seja estendida at o terminal Veiga Valle. Alm disso, afirmou que h diligncias para viabilizar recursos para pavimentao em Aparecida. O secretrio tambm pediu que Maguito conti- nue atento s discusses da Cmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), que trata do sistema de transporte pblico na regio metropolitana da Capital - da qual o municpio faz parte. Balestra o atual presidente da CDTC. A pedido do prefeito, Balestra se comprometeu a acompanhar o andamento de obras do governo estadual no municpio, como a construo do novo Instituto Mdico Legal (IML), e viabilizar a execuo de outros projetos que so de interesse da cidade, como a abertura de novos cursos profissionalizantes (em parceria com a Secretaria de Cincia e Tecnologia). Valorizamos o dilogo e apreciamos o esprito republicano do prefeito Ma- guito, disse o secretrio. O governo tem total interesse em participar desse esforo para melhorar a vida dos aparecidenses. Joo Balestra disse que ir averiguar a evoluo das obras do Programa de Asfaltamen- to das Cidades (Paci) para Aparecida e anunciou que o governo estadual pretende liberar R$ 10 milhes para asfalto novo ou recapeamento de vias antigas. Aparecida j tem ga- rantido mais R$ 10 milhes, mas vou pedir ao governador Marconi Perillo para dobrar essa verba, pois sabemos que o asfalto melhora a qualidade de vida da populao, frisou o auxiliar do governador. O secretrio de Infraestrutura de Aparecida, Mrio Vilela, solicitou a liberao dos recursos para as obras de pavimentao dos bairros Vilage Garavelo e Conde dos Arcos, que esto dentro do PACI, no valor de R$ 6,3 milhes. Estiveram presentes tambm na reunio os secretrios Euler Morais (Governo e Rela- es Institucionais), Lo Mendanha (ASA), Adriano Montovani (Trabalho, Emprego e Ren- da), Ozias Laurentino (Comunicao), Afonso Boaventura (Planejamento), Valdemir Souto (SMTA), Jrio Rios (Regulao Urbana), Marinho Rezende (Procon), Eli de Faria (Aparecida- Prev), Andr Luis (Controle Interno), Raul Coutinho (Licitaes e Compras), Ronnie Barbosa (Habitao e Regularizao Fundiria) e Tarcsio dos Santos (Procuradoria). End: Rua 94-A, N 112 - Setor Sul | (62) 3249-2741 | agdpublicidades@gmail.com | acaomunicipal@hotmail.com As matrias assinadas no repre- sentam necessriamente o ponto de vista do Jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores. Editado por: AGD - Agncia Goiana de Divulgao Ltda CNPJ: 02.460.436/0001-99 Editor: Fbio Carvalho | DRT 01788/04 Criao &amp; Design: Advertising Propaganda Reviso: Charlyne Sueste Tiragem: 10.000 exemplares Impresso e Acabamento: Flex Grfi- ca LTDA (62) 3207-2525 / Goisho- jenoticias@Gmail.com Periodicidade: Mensal ANUNCIE / DENUNCIE (62) 9684-7666 Artigo A cada ano so transferidos mais responsabilidades aos muni- cpios, mais, sem a necessria contrapartida de recursos. A Federao Goiana de Municpios (FGM acompa- nha diariamente a realidade dos Muni- cpios goianos e brasileiros e sabe que esta a pior crise nanceira da histria. No ano de 2013, a FGM/CNM estiveram frente de mobilizaes e eventos onde diversas conquistas foram alcanadas. Dentre elas, o Auxlio Financeiro aos Municpios (AFM), no valor de R$ 3 bi- lhes, durante a XVI Marcha em Defesa dos Municpios. Reconhecemos o trata- mento Republicano do Governo Federal com os municpios, bem como somos gratos pelos Maquinrios doados. Toda- via, os Municpios brasileiros continuam arrecadando menos do que deveriam, e os recursos que poderiam ajudar no chegam. Com isso, os cofres municipais esto beira da falncia. O que impossi- bilita o gestor de realizar vrios investi- mentos em benefcio da populao. Para enfrentar esses problemas as entidades esto programando uma srie de aes. A comear pelo prximo dia 11 de abril. Este o dia para lutar pelo seu Municpio. As prefeituras fecharo as suas portas em sinal de protesto atual situao de crise dos Municpios goianos e brasileiros. J em Maio os Prefeitos e Prefeitas de todo o Brasil se reuniro na capital federal para o maior even- to municipalista do pas. A Marcha a soma da voz dos gestores municipais para reivindicar ao governo federal as pautas municipalistas. Nossa pauta de reinvindicaes passa pelo Congresso Nacional e Assembleia Legislativa, por isso,aFederaoGoianadeMunicpios(- FGM), e a CNM esto na luta para que os Municpios possam voltar vida e se recuperardaatualsituaodefalncia- nanceira.Portanto,estassoasbandeiras defendidas pelo movimento municipais: Aumento de 2% do FPM. As propos- tas de emenda constitucional que esto tramitando no Congresso (PEC 39/2013 SF e PEC 341/2013 CD) alteram a parti- cipao do Fundo de Participao dos Municpios (FPM) dos atuais 23,5% para 25,5% da arrecadao nacional do IPI e do IR. Isso representaria, em 2014, um aporte de mais de R$ 7,2 bilhes aos co- fresmunicipais,auxiliando,sobretudo,os pequenos e mdios Municpios que tm no FPM uma de suas mais importantes fontes de receitas. Outra questo e reformulao da Lei Complementar 116/2003 ISS, o projeto idealizado pela CNM e entidades esta- duais como a FGM pretende, alm de incluir novas atividades econmicas na LC 116/2003, resolver o problema da guerra scal no ISS, alterando as operaes de leasing, as operaes com cartes de crdito e dbito e a pacica- o do entendimento da tributao das obras de construo civil. Com isso, ser possvel arrecadar, aproximada- mente, R$ 5 bilhes a mais a cada ano e promover uma melhor equidade de receitas entre os Municpios. Concordamos com as desoneraes do IPI, mais somente da parcela do da Unio. O governo federal pode conceder renncias de impostos para fomentar a economia. E, nestes ltimos anos, uma das principais polticas macroeconmi- cas foi a de desoneraes no Imposto de Produtos Industrializados (IPI). O pro- blema disso que o IPI compe o FPM, e a cada desonerao acaba acarretando menos FPM aos Municpios. Por isso, precisamos que somente seja possvel ao governo federal desonerar a sua parte do imposto.Aredistribuiodosroyaltiesde petrleo e gs outra luta indispensvel. A CNM, com o movimento as entidades estaduaiscomoaFGM,conseguiuaps imensa luta junto ao Congresso Nacional derrubar o veto a Lei 12.734/2012, que redistribui de forma mais justa os royal- ties de petrleo e gs das plataformas continentais. Esta lei encontra-se sob judicienoSTFesperandoamanifestao da suprema corte sobre a sua constitu- cionalidade. A CNM e FGM continuam vigilante e atentas para que o STF colo- que em apreciao esta Lei. Precisamos fazer tambm o encon- tro de contas das dvidas previdenci- rias. Durante a XVI Marcha, a CNM e a FGM pautaram a questo do encontro de contas das dvidas dos Entes mu- nicipais junto Previdncia. Ou seja, abater da dvida dos Municpios o que a Previdncia deve a eles. At o momento, a Receita Federal e o Ministrio da Pre- vidncia Social no concordaram com o pleito proposto pela CNM. Bem como precisamos evitar a aprovao dos Pisos Nacionais sem a origem dos recursos, a fonte de nanciamentos dessas despe- sas para os Municpios. Nosso movimento tem tambm uma pautaestadual,ecomeacontestandoos valores cobrados pela Celg dos Munic- pios, pois as dvidas so apresentadas de forma unilateral e a Justia de deu ganha decausaavriosmunicpiosdevidoaco- branasindevidas,comjurosabusivos. A FGM contesta a Iseno de 50% do valor do IPVA no que se refere a Cota Parte dos Municpios. A entidade entende que o Estado pode e deve fazer a Iseno mais faa com a sua Cota Parte do Imposto, e no da parte dos Municpios ou que se faa uma compensao das percas dos municpios. Nos moldes atuais do Fo- mentar/Produzir os Municpios tambm esto tendo enormes prejuzos. A FGM busca tambm o aumento e pontualida- de no pagamento de valores devido aos municpios nas parcerias com o estado, que nesse momento esto afetando os cofres municipais, como o Transpor- te Escolar, contrapartida do estado no PSF(8 meses de atraso), e Alimentao de Presos. A entidade quer tambm que o estado assuma o Banco de Horas dos Policiais pois Segurana Pblica no obrigao dos Municpios. Vamos lutar tambm pela alterao da Composio do Condice, a FGM defende o aumento da participao dos membros dos municpios no Conselho de 3 para 7. Sendo que esses membros devem serem indicados pelas duas enti- dades municipalistas do estado, e sendo que o Secretrio Executivo seria eleito pelo colegiado, para melhorarmos a dis- tribuio do ICMS dos Municpios. Uma questo serssima hoje so, as multas abusivas e inconstitucionais do TCM. A FGM no contra a scalizao por parte do TCM, muito pelo contrrio totalmente a favor, mais rgo tem se tornado uma Industria de Multas totalmente sem critrios, e ferindo a Constituio. Solicita apoio ao Projeto de Lei que altera a Lei Orgnica do TCM na Assembleia Legislativa. E s com o os municipalistas unidos que conseguire- mos essas conquistas. Divino Alexandre da Silva Prefeito de Panam e Presidente da Federao Goiana de Municpios(FGM). Parceria 2janeiro de 2014Ano II - N 13 Maguito recebe Balestra e destaca boa vontade do governo O prefeito de Aparecida de Goinia, Maguito Vilela (PMDB), voltou a destacar nesta segunda-feira a boa vontade do governo de Gois para reali- zar parcerias com a administrao do municpio. Maguito e praticamente todos os secretrios da sua equipe receberam a visita do secretrio estadual de Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos, Joo Balestra, que foi se colocar disposio do peemedebista para defender os interesses da populao de Aparecida junto aos rgos do Estado. APARECIDA DE GOINIA O governador Marconi Perillo sempre nos tratou bem e tem tido total deferncia co- nosco. Nunca tivemos dificuldade para apresentar as nossas reivindicaes e elas tm sido atendidas de maneira satisfatria, afirmou Maguito. A prefeitura de Aparecida gosta de trabalhar com parcerias, seja com o Est...</p>