10 Edio do Pirituba Acontece

Download 10 Edio do Pirituba Acontece

Post on 31-Mar-2016

216 views

Category:

Documents

4 download

DESCRIPTION

Esta publicao resultado do projeto "CLICK, um olhar curioso sobre o mundo" (http://clickumolhar.blogspot.com/), um projeto de educomunicao que visa promover a cidadania e o desenvolvimento dos habitantes bairro de Pirituba.

TRANSCRIPT

  • 10 Edio Junho 2012Esta publicao resultado do projeto Click, um olhar curioso sobre o mundo, que promove oficinas de jornalismo comunitrio.

    Era uma estrada muito engraada, no tinha asfalto, no tinha nada.

    pg.03

    Festa JuninaNo ms da comemo-rao, conhea os eventos do bairro, o perigo de soltar bales e as comidas que fazem o ms valer a pena.Fot

    o: A

    nton

    io R

    odrig

    ues /

    Vej

    a

    Dr. Felipe Pinel est em um estado precrio.

    pg. 06

    Jovem EscritorConhea o morador de Pirituba que tem 15

    anos e acaba de lanar seu primeiro livro.pg. 05

  • Fala, Click!

    Equipe:

    Amanda Sanches Camila DantasEdson Caldas

    Edson de SousaEvelyn Kazan

    Igor dos SantosJoo Gasparotto

    Julia ReisLara Deus

    Lucas SenaMarina Budia

    Marina NagaminiSamuel Parmegiani

    Thalita XavierVicthor Fabiano

    Cena do filme 13 fantasmas

    O que voc acha de nossa publicao? Mande sua opinio para: clickumolhar@gmail.com

    /piritubaacontece

    @Clickumolhar

    02

    Ol, leitores!

    Amor. Sem esta palavra to curtinha de significado imenso nada faz sentido. No trabalho, no h nada melhor do que fazer o que ama. Na vida, estar rodea-do de pessoas amadas no tem preo. Talvez seja por isso que o projeto Click d to certo. Cada um dos integrantes participa porque ama. com todo esse amor que fizemos mais uma edi-o do Pirituba Acontece: a dcima! Que, alis, vem com uma crnica bem sentimental para comemo-rar o Dia dos Namorados (corra para a seo Novo Olhar!). L na pgina 6, voc confere o Especial, que este ms sobre as festas juninas no bairro. Os membros da equipe ainda foram a campo do-cumentar o triste estado em que se encontra a Estrada Dr. Felipe Pinel. E quem vai votar este ano no pode deixar de ler sobre os pr-candidatos prefeitura de So Paulo na pgina 9. Esperamos que, no ms em que o projeto ganhou no-vos participantes, voc possa amar esta edio do Pi-rituba Acontece tanto quanto ns amamos produzi-la!

    Ouvindo Vozesa sua opinio aqui disso que nossa cidade precisa: pessoas

    dedicadas que considerem os problemas de suas casas to importantes quanto os de seus vizinhos de quarteiro e bairro. Por isso que acompanho o Pirituba Acontece, um verda-deiro exemplo para os cidados de So Paulo! Lucas Faraldo Knopf, 17 anos.

    Sempre gostei muito do Pirituba Acontece, e achei a edio de maio muito legal! O nosso bairro precisa de iniciativas como essa, e acho muito bacana a forma como toda a equipe se juntou por esse projeto. Espero que o Pirituba Acontece ainda v longe, e que esse seja ape-nas o comeo. Brenno Lima, 17 anos.

    A Equipe Click agradece os comentrios e vamos continuar trabalhando com a inteno de desen-volver o projeto e a unio do bairro.

    Equipe Click

    Foto

    : Div

    ulga

    o

  • 03

    Piritubandofique por dentro da nossa regio

    clickumolhar.com

    Conhecida por alguns como estrada do S e por outros como estrada do Clube Campestre, a Doutor Felipe Pinel j teve seus dias de calma e qualidade para o trfego de carros. Atualmente, a histria outra. Buracos mal tapados, outros nem sequer com vestgios de manuten-o colocam em perigo a viagem de muitos motoristas que passam por ali. Principalmente devido ao n-mero de pessoas que moram no Jaragu, a estrada se tornou rota constante em suas vidas por ser o meio de ligao mais rpido a Pi-rituba e, consequentemente, s marginais. Sem iluminao adequa-da, com vrios buracos em curvas perigosas, sem caladas para os pedes tres, sem sistema de esgo-to para que o mesmo no escorra

    pela via, sem acostamento e com o trfego de ca minhes pesados, a precariedade da estrada pode ser vista j em seu incio, prximo ao terminal Pirituba. Segundo o Prefeito Gilberto Kas-sab, em entrevista ao jornal Estado de So Paulo no incio deste ano, sobre o projeto de lei que permite a construo do Piritubo, as me-lhorias virias podem ficar para de-pois. O poder pblico trabalha, seja o municipal, estadual e at o federal se puder contribuir com algo, de ma-neira independente. Cada ao acon-tece simultaneamente, em paralelo. Reforma apropriada e instalao de sinalizao adequada na via, me-lhoraria essa estrada muito engraa-da, que no tinha acostamento nem tinha nada.

    Era uma estrada muito engraada...

    Por Edson de Sousa

    Para mais infformaes, acesse:

    www.clickumolhar.com

    Por E

    vely

    n K

    azan

  • 04

    Os apaixonados por livros e pginas iro amar a histria dessa pequena livraria de Pirituba, locali-zada prxima Avenida Raimundo, chamada Q.I. Livraria, um pequeno plo de apreciao aos li-vros. Imaginada e inaugurada por uma sonhadora lite-rria, Mara Duarte, o espao que, mesmo simples abriga ttulos diversos, aconchega o cliente que procura uma obra de forma acessvel no mesmo valor das grandes redes de venda, agraciando a oportunidade do nosso bairro contar com uma li-vraria localizada rua. Mara trabalha h 31 anos, segundo ela, no uni-verso dos livros; conhece e tem experincias den-tro do convvio literrio, bastando ter trabalhado em editoras e ter passado dias em feiras que ela mesmo promovia em escolas, buscando sempre o sonho de espalhar literatura e leitura a todos. Sou uma sonhadora, relata, constatando a coragem que possuiu ao arriscar um modesto comrcio de livros num espao limitado, do qual demais se or-gulha, ainda que haja dificuldades das mais diver-sas, como o fato do estabelecimento no possuir tamanha visitao. Os ttulos so diversos, contendo s pratelei-ras as obras mais buscadas pelos leitores (grandes sucessos e fenmenos literrios) e tambm as que admira por histria, procurando atender o gosto do cliente. Devido a problemas que permeou durante um tempo, remete como bom retornar e viver em meio s pginas, que tanto fazem bem a ela e sua histria. A Q.I. Livraria localiza-se na rua Lord Clemente Attle, no nmero 49; realmente traz para Pirituba um crescimento, sempre buscando a cultura e o co-nhecimento.

    Uma livraria logo ali

    Por Victhor Fabiano

    Com a nova Lei das Caladas, a prefeitura tem re-formado os entornos de construes pblicas da ci-dade. Em o nosso bairro no foi diferente, e vrios prdios j tiveram seus passeios reformados. Um desses prdios o Mercado Municipal, que teve as reformas iniciadas no comeo de abril. Porm, terminada parte da obra, possvel no-tar alguns erros deixados pela empresa que fez o novo calamento. Para pessoas que tm restries de movimento, como cadeirantes e idosos, impossvel deixar de notar a m qualidade do servio que foi feito: na regio dos cruzamentos das ruas, no existe rampas para acesso de deficientes ou, por exemplo, mes com carrinhos de bebs. E no s nos cruzamen-tos, mas tambm na regio do ptio do nibus onde, alm de ser inexistente a rampa de acesso, o pedes-tre deve passar por uma faixa de paraleleppedos, que tambm no so adequados para a caminhada por terem diferenas de nivelaes. Alm disso, o padro do novo calamento fei-to pela prefeitura, por ser muito liso, no dei-xa a gua penetrar e, quando chove, formam-se pequenos espelhos dgua que podem deixar o piso escorregadio.

    Prefeitura cobra da populao, mas no d o exemplo

    Por Lucas Sena

    Foto

    : Luc

    as S

    ena

    Foto

    : Luc

    as S

    ena

    Foto

    : Vic

    thor

    Fab

    iano

  • clickumolhar.com

    05

    Eleies para o Conselho Gestor esto chegando

    No dia 29 de julho de 2012 ocorrer a Eleio do Conselho Gestor dos parques da Cidade de So Paulo. O objetivo do Conselho Gestor promover a participao e o gerenciamento e a fiscalizao integrada dos parques municipais, segundo o site da Prefeitura de So Paulo. Ainda segundo a fonte, o Conselho Gestor foi criado pela Lei 13539/2003 e formado por conse-lheiros eleitos pela sociedade civil, [mas tambm] por representantes do poder pblico e representan-tes dos trabalhadores dos Parques Municipais. Os interessados na candidatura devem ser maio-res de 18 anos e levar, na hora da inscrio, o RG original e uma cpia, um comprovante de residn-cia e a carta de intenes do candidato diretamente administrao do parque que deseja se candida-tar. O prazo para as inscries do dia 3 de junho a 15 de julho.

    Foto

    : Div

    ulga

    o

    Foto

    : Div

    ulga

    o

    Parque Cidade Toronto

    Por Amanda Sanches

    Parque Jardim Felicidade

    No dia 19 de maio, aconteceu o lanamento de O Lavrador e o Plebeu, livro escrito por um aluno da rede estadual de So Paulo. O que impressiona? O garoto, Victhor Fabiano, tem apenas 15 anos. Realizado no Centro Universitrio Anhangue-ra de Pirituba, o evento contou com apresentao do projeto Click, palestra sobre motivao, coral e performance com saxofone. Alm disso, o autor deu sua primeira sesso de autgrafos. Segundo Victhor, a produo do livro comeou em agosto de 2010 com uma redao de escola. A professora props atividade em que os estudan-tes deveriam escrever uma redao. Percebi que aquele contexto de uma pagina daria um livro, en-to comecei a completar, conta. A famlia do jovem, no incio, acreditava que era nada alm de uma brincadeira, coisa de ado-lescente, como diz Levi Fabiano, pai de Victhor. Nunca imaginamos isso, fiquei muito contente, afirma orgulhoso de seu filho. O estudante, que tem como maior inspirao J. K. Rowling, criadora da saga Harry Potter, no parou de sonhar. No fim deste ano, planeja lanar o segundo livro. Victhor tambm escreve uma coluna aqui no Pirituba Acontece, o Dirio da Educao. Para adquirir O Lavrador e o Plebeu, basta acessar o site da editora, a Multifoco, ou as lojas virtuais das livrarias Travessa e Cultura. Em Piri-tuba, a obra tambm est venda na Livraria Q.I. e custa R$32.

    Victhor Fabiano acaba de realizar seu sonho

    Por Edson Caldas

  • EspecialEquipe Click

    06

    Festa

    Aproxima-se em nosso calendrio uma das datas tpicas mais esperadas pela cultura brasileira e por todos os tpicos caipiras, sejam da cidade, ou no: a festa junina. Caracterstica da data, a Quadrilha foi trazida pela Corte Real Por-tuguesa ao Brasil, por volta do sculo XIX, e cultura marcada do nosso pas; no contexto religioso, marca a comemorao especial para santos catlicos em suas respectivas datas, assim realizam-se festas e comemoraes. Nesta edio, o Especial trar muito mais desta data repleta de tpicos pratos e noites frias aquecidas por fogueiras comemorativas; locais de festas tradicionais do bairro que ocorrem h algum tempo, e que atualmente marcam a data em Pirituba, sen-do lembradas e procuradas por aqueles que aguardam todo ms de junho para apreciar essa festa.

    Bales, causa e efeito

    j u n i n a

    O perigo pode estar mais perto do que imagina, estamos no ms de junho e claro, ms de festa... Muitas brincadeiras, danas, comidas tpicas e quento, mas junto desta diverso se esconde um perigo, muitos ainda seguem a tradio e no deixam de soltar bales, que podem causar mortes. Os riscos so graves, como o incndio no s em matas, mas tambm em casas, poluio do meio ambiente, e em contato com fios eltricos podem causar curto circuito agra-vando ainda mais a situao, podendo gerar falta de energia em muitas casas. A situao no brincadeira, soltar bales crime, est na lei n 9.605 artigo 42. Pena de um a trs anos e multa de at R$ 7.500,00. Mas baloeiros ainda do um jeito de dobrar os fiscais, o ms de junho o ms com mais acidentes deste tipo, mas h bales no cu todo o ano, procure outros meios de diverso, e no coloque em risco a vida de outras pessoas.

  • 07

    As festas acontecem no ms de ju-nho inteiro com quermesses a partir das 19h, nos dias: 9 e 10, 17, 23 e 24 . E no dia 16, com apresentaes tpicas dos alunos, ser durante o dia no Colgio So Joo Gualberto.

    Igreja Nossa Senhora da AssunoParquia

    So Lus GonzagaA tradicional festa comeou no sbado, 2 de junho, e vai at o dia 30, funciona aos sbados das 19h s 23h e aos domingos, das 19h s 22h. Acontece no salo de festas da Parquia, na rua Coronel Gordinho Filho.Conta com tudo que uma boa quermesse deve ter como barracas de comidas tpi-cas, quento e vinho quente. Tem rodadas de bingo e atraes para as crianas.

    Comemore aqui na regio

    Junho chegou e trouxe com ele o frio e tambm as esperadas Festas Juninas. claro que a juno desses dois fatores no poderia resultar em outra coisa que no fosse comida. E esse ms o cam-peo no quesito guloseimas, mas afinal, quem no gosta de todos aqueles pratos caractersticos da comemorao? Em qualquer lugar do mundo existem festas das culturas locais que sempre vm acompanhadas das iguarias tpicas tambm. As Festas Juninas no fo-gem desse padro e trazem com elas pratos que, alm de gostosos, so tradies antigas no pas e ajudam a manter as culturas locais, principalmente no interior do pas. O cardpio das festas inclui doces, salgados e be-bidas e so feitos com ingredientes de grande con-sumo no Brasil, como milho, arroz, amendoim e

    coco. Os pratos mais famosos e obrigatrios nas festas, como bolos de milho e fub, quento, doces de amendoim e outras tantas delcias que ajudam a passar o frio caracterstico da poca e deixam as Festas Juninas ainda mais gostosas.

    O sabor de Junho

    Foto

    : Lin

    k at

    ual

  • SP em Piritubao que acontece na cidade?

    08

    Quem vai ganhar o seu confirma?Conhea os pr-candidatos prefeitura de So Paulo.

    Diretor de escolas, mestre em Educa-o e doutor em Histria Econmica. Foi duas vezes eleito vereador e atu-almente ocupa o cargo de deputado estadual de So Paulo. Suas principais propostas so em relao educao.

    Carlos Gianazzi (PSOL)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Jornalista e tambm formado em Di-reito de Atividades Profissionais, foi deputado federal 4 vezes e atualmente exerce esse cargo. Tem como proposta principal a defesa do consumidor.

    Celso Russomano (PRB)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Bacharel em Direito, mestre em Eco-nomia, doutor em Filosofia. Foi mi-nistro da Educao dos dois governos Lula e durante um ano do governo Dil-ma. Sua proposta mais saliente rela-cionada educao.

    Fernando Haddad (PT)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Bacharel em Direito e em Filosofia, doutor em Comunicao e mestre em Cincias Sociais. Foi secretrio da educao, vereador e atualmente de-putado federal. Se eleito, dar priorida-de educao.

    Gabriel Chalita (PMDB)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Engenheiro, foi deputado federal, mi-nistro da sade e do planejamento dos governos de Fernando Henrique Car-doso, prefeito de So Paulo e tambm governador do estado.

    Jos Serra (PSDB)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Disputou eleies para a prefeitura de So Paulo, para a presidncia do Bra-sil, para vereador e para deputado fe-deral. Assim, ficou conhecido por sua proposta relacionada aos transportes: a de construir um aerotrem entre Campi-nas, So Paulo e Rio de Janeiro.

    Levy Fidelix (PRTB)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Presidente da OAB por trs vezes consecutivas, advogado crimina-lista e tambm foi presidente da As-sociao Brasileira dos Advogados Criminalistas.

    Luiz Flavio DUrso (PTB)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Cantor e apresentador de TV. Foi elei-to vereador da cidade de So Paulo e concorreu nas eleies de 2010 para Senador pelo estado de So Paulo, mas no foi eleito pois ficou em 3 lugar de 2 vagas.

    Netinho de Paula (PCdoB)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Metalrgico de trajetria sindical, foi candidato a prefeito em 2004 mas s em 2006 foi eleito deputado federal pelo estado de So Paulo. presidente da Fora Sindical e promete, em seu governo, priorizar os trabalhadores.

    Paulinho da Fora (PDT)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Se formou em Cinema e trabalhou muitos anos como apresentadora de TV. Foi vereadora de So Paulo, con-correu prefeitura e, logo depois, se tornou subprefeita do bairro da Lapa. Suas propostas esto ligadas mobili-dade urbana e cultura.

    Soninha Francine (PPS)

    BRANCO CORRIGE CONFIRMA

    Por Lara Deus

  • clickumolhar.com

    09

    Com sade no se brincaPor Marina Budia

    A populao aumenta e com ela cresce o lixo produzido, que quando jogado em lugares inapropriados contribuem para o aparecimento de pragas urba-nas. Infelizmente a populao como um todo no joga o lixo nos lugares corretos, alm disso, existem os ter-renos baldios que contribuem para o aparecimento de pragas e insetos como o Aedes aegypti que transmite a dengue, causando a morte em casos mais graves. Pragas Urbanas so algumas esp-cies de insetos e animais que infestam o ambiente urbano e acaba provocan-do danos a nossa sade, diz o bilogo Osmar Roberto. Engana-se quem pensa que praga se resume a baratas, ratos e formigas, praga urbana aquele animal que con-vive no nosso meio, como pombos e urubus. Esses animais acabam sen-do obrigados a se adaptar aos prdios

    enormes, pouca vegetao e muita po-luio, se alojando nos maiores edif-cios da cidade e espalhando doenas. Vivemos em um mundo com proble-mas srios de saneamento bsico, falta de informaes e problemas gravssi-mos de enchentes. Isso implica com um aumento de doenas causadas por infeces fngicas e bacterianas tais como a leptospirose, doena causada por uma bactria do tipo Leptospira que eliminada principalmente pela urina de roedores, muitas vezes con-trada por pequenas leses de pele ou pelas mucosas (oral, nasal e ocular) em contato com a gua contamina-da., completa Osmar. A exterminao desses animais no pode ser feita pois desequilibra a cadeia alimentar, por isso o correto procurar a ajuda de um profissional e saber como evitar a pro-liferao destes animais dentro de sua casa.

    Lio de casavoc faz a sua?

    Dirio Da EDucao

    Por Victhor FabianoO Estudo do Futuro

    Aproximam-se as eleies, e o que vale assistir horrio eleitoral. No? Ento, ouvir promessas dos candidatos. No? Ah, claro, o que vale votar! Creio que com poltica no h pessoa que possa brincar, pois o meio mais cabvel e promissor de enganar uma nao com, apenas, palavras. Ento, o que vale estudar! A educao no se limita, nunca!, a livros e lon-gas aulas de matrias que voc pode no prestigiar, por vrios outros motivos, mas sim convivncia e a todo contexto que voc desenvolve acerca de seu dia a dia e tempos passados. Cada passo um aprendizado, um clich demasiadamente nico e

    real. Na poltica, o sistema no se difere: ou apren-demos, ou aprendemos. O Brasil, por tantos anos, aparenta no ter levado em conta seus apertos e decepes, e basta ao eleitor estudar para que isso mude. Neste contexto, o eleito deve dar ateno ao estudo ideolgico de seu candidato (corrente de ideias e pensamentos do qual o partido de seu suposto candidato participa), a carreira poltica do homem que concorre s eleies, seus mritos e, por necessidade maior, suas quedas e a probabili-dade dele tropear novamente. Com isso, extrair do contexto de carter do poltico uma viso crtica de quem possui o poder: voc, eleitor. Portanto, analise suas escolhas, pois elas iro persistir por quatro anos, que podem ser trgicos, ou no; basta seu estudo.

  • clickumolhar.com

    10

    No

    volhar

    crnicas, desenhos e afins

    Click, uma nova turma

    O primeiro ano do projeto Click, um olhar curioso o mundo foi um sucesso. Atravs de oficinas de comunicao e expresso, jovens do bairro mostra-ram que possvel fazer a diferena. Prova disso o jornal que voc, morador de Pirituba, est lendo neste momento. Em 2012, a turma decidiu transformar ainda mais vidas, mobilizando um maior nmero de jo-vens. Por esse motivo, foram abertas inscries, no incio do ano, para os interessados em fazer parte do grupo. Achei o projeto uma tima oportunidade para obter experincias, conta Dayane Santuci, 17 anos, que agora faz parte da equipe. O que mais est me encantando perceber que a maioria dos integrantes tem algo em comum comigo: a vontade de mudar o mundo! Julio Augusto, que est terminando o ensino m-dio, sempre gostou de escrever e entrou para equi-

    pe este ano. As oficinas, que comearam h pouco mais de um ms, j o surpreenderam, antes ima-ginava que uma aula de jornalismo seria chata e com muita teoria. Agora, vejo que muito mais di-nmico do que imaginei, muito mais interessante. O grupo compartilha conhecimento de forma descontrada, no existe a relao professor-aluno. Todos que esto l tem algo a oferecer, diz Ro-berta Caroline, 15 anos, que tambm nova na turma. Ela conta que, nas oficinas, permitem que todos possam falar e do incentivo a quem quer seguir a carreira jornalstica e tudo mais. Este ano, o projeto tem tudo para promover ain-da mais mudanas. Dayane espera que este fique conhecido no s em Pirituba, e que mais e mais jovens mudem o seu olhar sobre o mundo. E Julio diz, no sei o que posso pensar do futuro, mas, com certeza, eu quero ir com o Click at o final.

    Por Edson Caldas

  • clickumolhar.com

    11

    Hora de malhar! 5h30 da manh hora de estar de p. Caf coando, roupas no varal, e o cachorro latindo pedindo o miolo do po quentinho que acabou de sair do formo. Depois hora de malhar. Um, dois, trs... agora de perna cruzada. Barriguinha seca. Tanquinho, beleza. Quatro, cinco... seiscentos. Isso mesmo! Seiscentos abdominais logo de manh. Queria eu ter este pique todo logo cedo. Mame super agitada e adora fazer exerccios. No consegue ficar parada e ver as coisas fora do lugar. Eu, na preguia de todos os dias, mal arrumo a minha cama e ainda dou a desculpa de que trabalho e estudo demais. Tudo bem que isso verdade, mas sei que fazer isso no leva menos de dois minutos. No caminho do meu trabalho, depois de toda esta rotina que relatei, conheci uma senhora no nibus que pego todos os dias. Ela era bem mais velha que a minha me, idade para ser minha v. Ela passou a viagem inteira dizendo que gostava de sair, curtir um bingo com as amigas, e de quebra fazia caminhada pelo bairro todos os dias. Quem no exercita o corpo e a mente acaba ficando caduco antes da idade chegar, dizia ela toda pomposa. Ao descer pela frente do nibus, deu bom dia ao motorista e j foi dizendo que no precisava de ajuda, pois isso coisa de gente velha de esprito. . A gerao de hoje tem tudo na mo, sedentrios demais. Acho bom eu correr que o tempo curto, pois nem a cama eu arrumo. Preciso criar coragem para fazer, pelo menos, 60 abdominais por dia. Mas no precisa ser 5h30 da manh, n?

    Por Camila Dantas

  • ela. Muitas pessoas passam apressadas por mim, mas eu a vejo bem no meio de-las. Com um vestido azul, os cabelos pretos balanando e com um sorriso doce no rosto. Eu comeo a cami-nhar at ela e ela vem na minha direo. No consigo suportar os longos segundos que passam at eu abraa-la para que possamos mais uma vez estar acima de tudo.

    Droga! Estou atrasado! Saio de casa e corro para a estao. Logo no dia do reencontro com minha namorada eu saio de casa atrasado. Tudo bem que me atrasei porque eu estava falando com ela pelo telefone, mas mesmo assim. O trem j chega lota-do na estao. Entro da forma que d e fico des-confortvel, mas tento pegar meu celular e mandar uma mensagem pra ela dizendo que estou chegan-do. Nem parece que faz dois anos que s falo com ela pelo celular. H dois anos ela teve que sair de So Paulo porque o pai dela recebeu uma proposta de em-prego em outro estado. Pensamos em terminar, sim. Mas decidimos tentar. Simplesmente no conseguamos imaginar nossas vidas um sem o outro. Era algo mais forte do que ns. Passamos dois anos inteiros apenas nos falando por men-sagens de texto, telefonemas e redes sociais. No comeo pensei que no daria certo e que em al-gumas semanas ns iramos desistir dessa ideia. No entanto, eu comecei a gostar de falar com ela

    e chegou um momento em que eu no conseguia parar de falar com ela. Parecia que minha vida gi-rava em torno dela. E agora que ela voltou vamos poder fazer esses dois anos separados valer a pena. Deso na estao e comeo a procurar por

    Acima de tudoPor Igor dos Santos