1001 questes comentadas – direito internacional pblico ... questes comentadas – direito...

Download 1001 Questes Comentadas – Direito Internacional Pblico ...  Questes Comentadas – Direito Internacional Pblico - CESPE Professores: Igor Rodrigues e Camila Vicenci 2 APRESENTAO

Post on 06-Feb-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1001 Questes Comentadas Direito Internacional Pblico - CESPE

    Professores: Igor Rodrigues e Camila Vicenci

    2

    APRESENTAO

    Estudar com o objetivo de lograr aprovao em um concurso pblico uma tarefa complicada. A informao no pode ser apreendida da mesma forma que nos passada na faculdade, uma vez que o contedo cobrado de maneira distinta.

    Ao se preparar para um certame, o candidato deve no s compreender a matria e sua lgica inerente, mas tambm reter detalhes que, ordinariamente, no precisariam ser memorizados (j que o vade mecum sempre est mo na vida profissional).

    Alm disso, o concurseiro precisa aprender a identificar as famosas pegadinhas e a determinar qual o ponto relevante de cada questo, evitando, assim, que aspectos diversos acabem por levar a uma resposta errada.

    Nesse contexto, a presente obra tem como misso no apenas ensinar o contedo de Direito Internacional Pblico efetivamente cobrado nos concursos pblicos, mas tambm propiciar ao leitor um treino eficaz para aprimorar as habilidades cobradas nos mais diversos certames.

    SOBRE OS AUTORES

    Igor Fonseca Rodrigues Procurador Federal, mestrando em Direito Linha Fundamentos da Integrao Jurdica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e editor do site jurdico Pensando Direito . Iniciou na carreira pblica como Tcnico Judicirio Federal em 2004, tendo, desde ento, logrado aprovao em diversos concursos jurdicos de nvel superior.

    Camila Vicenci Fernandes mestra em Direito - Linha Fundamentos da Integrao Jurdica - pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e doutoranda em Direito na mesma instituio, alm de ser aluna do "International PhD Program in Law and Society" da Universidade de Milo, na Itlia. Possui trabalhos publicados nas reas de Direito Internacional, Direito Comunitrio e da Integrao, Direito Comparado e Sociologia do Direito, entre outros.

  • 1001 Questes Comentadas Direito Internacional Pblico - CESPE

    Professores: Igor Rodrigues e Camila Vicenci

    3

    CONTEDO DO MATERIAL:

    Captulo 1 A Sociedade Internacional e os Fundamentos do Direito Internacional Pblico

    Captulo 2 Sujeitos de Direito Internacional Pblico

    2.1 Teoria Geral dos Sujeitos de DIP

    2.2 Estados

    2.3 Organizaes Internacionais

    2.4 Ser humano

    2.5 Outros sujeitos vinculados a Estados e com base territorial

    2.6 Outras entidades

    Captulo 3 Organizaes Internacionais

    3.1 Organizao das Naes Unidas (ONU)

    3.2 Organizao Mundial do Comrcio (OMC)

    3.3 Organizao Internacional do Trabalho (OIT)

    3.4 Organizao Mundial da Sade (OMS)

    3.5 Unio Europeia (UE)

    3.6 - Mercosul

    3.7 North American Free Trade Agreement (NAFTA)

    Captulo 4 Fontes de Direito Internacional Pblico

    Captulo 5 Direito dos Tratados

    5.1 Generalidades

    5.2 Produo e negociao dos Tratados

    5.3 Expresso do consentimento

    5.4 Entrada em vigor

    5.5 Tratado em vigor

    5.6 Extino dos tratados

    Captulo 6 Direito Internacional Humanitrio

    Captulo 7 Direito Internacional do Meio Ambiente

    Captulo 8 Direito da Guerra e Soluo de Controvrsias

    Captulo 9 Relaes Diplomticas e Consulares

    Captulo 10 Nacionalidade e Estatuto Jurdico do Estrangeiro

    Captulo 11 Direito do Territrio

    Captulo 12 Responsabilidade Internacional

  • 1001 Questes Comentadas Direito Internacional Pblico - CESPE

    Professores: Igor Rodrigues e Camila Vicenci

    4

    Captulo 1 A Sociedade Internacional e os Fundamentos do Direito Internacional Pblico

    1. (CESPE / Advogado - OAB / 2009.3) A soberania o atributo estatal que assegura a igualdade entre os pases, independentemente de sua dimenso ou importncia econmica mundial.

    2. (CESPE / Advogado - OAB / 2009.3) A soberania o atributo que impede um Estado impor-se sobre outro.

    3. (CESPE / Advogado - OAB / 2009.3) A Organizao das Naes Unidas pode dominar a legislao dos Estados participantes.

    4. (CESPE / Consultor Legislativo - rea 18 - Senado Federal / 2002) Em relao sua denominao, pode-se afirmar que a expresso direito transnacional, embora mais ampla que a denominao direito internacional pblico, j consagrada, tem como mrito a superao da dicotomia entre direito pblico e direito privado.

    5. (CESPE / Advogado - OAB / 2009.3) No mbito do direito internacional, a soberania, importante caracterstica do palco internacional, significa a possibilidade de celebrao de tratados sobre direitos humanos com o consentimento do Tribunal Penal Permanente.

    6. (CESPE / Advogado da Unio - AGU / 2006) Somente a aquiescncia de um Estado soberano convalida a autoridade de um foro judicirio ou arbitral, j que o mesmo no originalmente jurisdicionvel perante nenhuma corte quanto a seus atos de imprio.

    7. (CESPE / Consultor Legislativo - rea 18 - Senado Federal / 2002) O direito civil influenciou em grande medida a formao de institutos do direito internacional pblico.

    8. (CESPE / Consultor Legislativo - rea 18 - Senado Federal / 2002) Duas doutrinas principais fundamentam o direito internacional pblico: a voluntarista e a objetivista. A primeira sustenta que na vontade dos Estados que est o fundamento do direito das gentes; nela se inseriria a teoria dos direitos fundamentais. A segunda, por sua vez, sustenta o fundamento do direito internacional na pressuposta existncia de uma norma ou princpio acima dos Estados, como, por exemplo, a teoria do consentimento.

  • 1001 Questes Comentadas Direito Internacional Pblico - CESPE

    Professores: Igor Rodrigues e Camila Vicenci

    5

    9. (CESPE / Consultor Legislativo - rea 18 - Senado Federal / 2002) As relaes jurdicas entre os Estados, no contexto de uma sociedade jurdica internacional descentralizada, desenvolvem-se de forma horizontal e coordenada.

    10. (CESPE / Consultor Legislativo - rea 18 - Senado Federal / 2002) Uma organizao internacional, do mesmo modo que um Estado soberano, no pode intervir nos assuntos internos ou nos negcios externos de um outro Estado soberano.

    11. (CESPE / Consultor Legislativo - rea 18 - Senado Federal / 2002) Considere, por hiptese, que o Estado G, prevendo o avano da indstria blica do Estado fronteirio V, passou a consider-lo uma futura ameaa sua segurana. Nessa hiptese, o Estado G poder intervir legitimamente no Estado V.

    12. (CESPE / Consultor Legislativo - rea 18 - Senado Federal / 2002) luz do direito internacional contemporneo, as intervenes humanitrias devem ser efetivadas por organizaes internacionais nas quais todos os Estados envolvidos sejam membros, como, por exemplo, a ONU ou a Organizao do Tratado do Atlntico Norte (OTAN).

    13. (CESPE / Consultor Legislativo - rea 18 - Senado Federal / 2002) A interveno diplomtica pode ser efetivada, legitimamente, pela adoo de restries econmicas e comerciais.

    14. (CESPE / Consultor Legislativo - rea 18 - Senado Federal / 2002) A imposio da vontade exclusiva do Estado que a pratica, a existncia de dois ou mais Estados soberanos e a atuao abusiva so elementos caractersticos da interveno, tal como foi desenvolvida pela poltica norte-americana, fundamentada no Roosevelt Corollary to the Monroe Doctrine.

    15. (CESPE / Juiz Federal - TRF5R / 2007) Segundo a Constituio de 1988, a Repblica Federativa do Brasil deve buscar a integrao dos povos da Amrica Latina, com vistas formao de uma comunidade latino-americana de naes.

    16. (CESPE / Juiz Federal - TRF5R / 2009) Supondo que um pas vizinho da Amrica do Sul decretasse a priso de um ex-presidente ditador, aps o devido processo legal, e os EUA diplomaticamente condenassem essa deciso por simpatizarem com o ex-dirigente, o Brasil deveria respeitar a deciso do pas sul-americano, tendo em vista o princpio da independncia nacional e da igualdade entre os Estados.

  • 1001 Questes Comentadas Direito Internacional Pblico - CESPE

    Professores: Igor Rodrigues e Camila Vicenci

    6

    17. (CESPE / Juiz Federal - TRF5R / 2009) No mbito do direito internacional, cada vez mais so debatidos temas ligados ao domnio pblico internacional, conjunto de espaos cujo uso interessa a mais de um Estado ou sociedade internacional como um todo. Nesse sentido, no tema de domnio pblico internacional a Sibria.

    18. (CESPE / Relaes Internacionais - Ministrio da Sade / 2008) O Poder Legislativo controla a poltica externa, mas no pode impedir a efetividade de deciso presidencial.

    19. (CESPE / Relaes Internacionais - Ministrio da Sade / 2008) O direito de legao exercido com exclusividade pelo presidente da Repblica.

    20. (CESPE / Relaes Internacionais - Ministrio da Sade / 2008) Por fora constitucional, no Brasil proibida a ingerncia em assuntos internos de outros pases, salvo em relao a questes que se desenrolem no mbito do MERCOSUL.

    21. (CESPE / Relaes Internacionais - Ministrio da Sade / 2008) princpio da poltica externa brasileira, no plano internacional, o reconhecimento da igualdade das naes e o direito autrminao dos povos.

    22. (CESPE / Relaes Internacionais - Ministrio da Sade / 2008) A sujeio ao direito internacional e s obrigaes legalmente assumidas s ser considerada mediante reciprocidade.

    23. (CESPE / Relaes Internacionais - Ministrio da Sade / 2008) O repdio ao racismo, embora tutelado penalmente, no configura princpio da atuao do Brasil em suas relaes internacionais.

    24. (CESPE / Relaes Internacionais - Ministrio da Sade / 2008) As obrigaes internacionais pressupem a manifestao dos Estados soberanos conforme o brocardo jurdico pacta sunt servanda.

    25. (CESPE / Relaes Internacionais - Ministrio da Sade / 2008) Ningum obrigado a prometer, mas quem promete obrigado a cumprir.

    26. (CESPE / Relaes Internacionais - Ministrio da Sade / 2008)

Recommended

View more >