1º semestre de 2019 - ufjf.br ão-à... · pdf file (microsoft...

Click here to load reader

Post on 25-May-2020

0 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 1

    Aulas:

    • 4ª feira, 10:00 às 12:00 – Sala 07A – Anexo do ICB

    • 5ª feria, 14:00 às 16:00: - Sala 03-B

    - Laboratórios A, B, C

    1º semestre de 2019

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 2

    Avaliação:

    � Frequência mínima: 75%.

    � Avaliação (100): 1º TVC (35 pontos),

    2º TVC (35 pontos),

    3º TVC (15 pontos),

    4º TVC (15 pontos).

    Bibliografia:

    � TRABULSI, L.R. Microbiologia, 5ª Ed., Atheneu, 2008.

    � JAWETZ, E.; MELNICK, J.L. & ADELBERG, E. Microbiologia Médica. 26ª ed. McGraw-Hill

    Interamericana do Brasil, 2014.

    � MURRAY, PATRICK R.; PFALLER, MICHAEL A.; ROSENTHAL, KEN S. Microbiologia Médica. 7

    ed. Ed. Elsevier, 2014.

    � TORTORA, G.J.; FUNKE, B.R. & CASE, C.L. Microbiologia, 10ª edição, Editora Artmed,

    Porto Alegre, 2012.

    � GOERING RV, Microbiologia Médica de Mims [Tradução Alcir Costa Fernandes]. 5ª ed.,

    Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

    Como surgiu a microbiologia?

    TRANSFORMAÇÕES MICROBIANAS

    TEORIA DO GERME DA DOENÇA

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 3

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 4

    Organização taxonômica dos seres vivos

    Desenvolvimento da microscopia e técnicas bioquímicas – 1969 (Robert H. Whittaker)

    Cinco reinos relacionados com estrutura celular e forma de obtenção de nutrientes

    Animália (animais) Plantae (plantas)

    Protista (algas e protozoários) Fungi (fungos)

    Monera (procariotas)

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 5

    Organização taxonômica atual

    Sistema de classificação fundamentado no argumento de que a divisão

    dos microrganismos em procariotos e eucariotos era insuficiente –

    1991 (Carl R. Woese)

    Divisão dos procariotos em Archae e Bacteria - seqüência do RNAr 16S e 18S

    Archaea (procariotas)

    Eukarya (eucariotas: fungos, algas, protozoários, plantas e animais)

    Bacteria (procariotas)

    As archaea são procariotas porque não possuem núcleo envolvido por

    membrana, mas possuem lipídios e ácidos nucléicos ribossomais diferentes

    das bactérias e dos eucariotos

    Domínio Aphanobionta

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 6

    Procariontes

    Bactéria Arqueia

    Essenciais na biosfera, como componentes

    indispensáveis dos ecossistemas, e que torna

    possível o funcionamento da vida

    Ausência de compartimentos dentro da célula - metabólitos dispersos no citoplasma

    Ausência de núcleo verdadeiro - cromossomo bacteriano disperso no citoplasma

    • Diferentemente dos animais e plantas, os procariotos são unidades autônomas

    de matéria viva, capazes de crescer e interagir com o ambiente com grande

    versatilidade genética.

    • Os procariotos são ubíquos e coexistem entre si e com outros seres vivos nos

    ambientes aquáticos e terrestres mesofílicos;

    • Crescimento em ambientes extremos e complexos:

    � ambientes glaciais,

    � fontes termais,

    � Crateras vulcânicas e fendas rochosas profundas;

    � grandes profundidades em oceanos,

    � condições de extrema salinidade

    � Superfícies externas e internas do corpo humano e de outros animais

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 7

    MicrorganismosMicrorganismosMicrorganismosMicrorganismos

    Agentes causadores

    de doenças

    Indústria de

    alimentos

    Indústria

    química

    Indústria

    farmacêutica

    Agricultura

    Biotecnologia

    Energia

    Recuperação ambiental

    biorremediação

    Meio ambiente

    � Robert Hooke (1665): microscópio rudimentar – plantas e fungos.

    � Antonie van Leewenhoek (1674): mundo microbiano

    • 1683 – publicação da primeira representação de uma bactéria.

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 8

    O progresso da Microbiologia ficou vinculado ao desenvolvimento

    de instrumentos e técnicas pertinentes ao seu estudo:

    � microscópios com maior poder de resolução;

    � técnicas de cultivo;

    � técnicas de coloração de estruturas celulares.

    � Século XIX: o químico francês Louis Pasteur e o médico alemão

    Robert Koch desenvolveram estudos que estabeleceram as bases da

    Microbiologia como ciência experimental estruturada e

    especializada.

    � Louis Pasteur (1822 – 1895)

    • 1857: Pasteurização e Fermentação

    � Microrganismos deteriorantes do vinho nos navios da

    Marinha francesa: controle por aquecido até uma

    temperatura que não afetasse seu sabor e que, ao

    mesmo tempo, matasse os microrganismos –

    prolongação da validade.

    • Derrubou a teoria da geração espontânea;

    • Demonstrou que os microrganismos estão presentes no ambiente;

    • Estudos de imunização com cólera, carbúnculo e raiva.

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 9

    � Robert Koch (1843 – 1910)

    � Descrição do Bacillus anthracis;

    � Descrição do bacilo da tuberculose;

    � Descrição de Vibrio cholerae;

    � Publicação dos postulados de koch: 1877

    Postulados de Koch:

    1. O mesmo patógeno deve estar presente em todos os casos da doença;

    2. O patógeno deve ser isolado do hospedeiro doente e crescer em cultura pura;

    3. O patógeno deve causar a doença quando inoculado em animal saudável;

    4. O patógeno deve ser isolado do animal inoculado e deve ser o organismo original.

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 10

    � Ignaz Philipp Semmelweis - médico húngaro eternizado como

    "salvador das mães“ – Hospital Geral de Viena

    � 1847: redução na incidência de febre puerperal pela prática

    da anti-sepsia das mãos. Os médicos matavam 3x mais que as

    parteiras naquela região.

    � Florence Nightingale – 1854 - Guerra da Crimeia

    (Conflito nos Bálcãs envolvendo o Império Russo e, uma coligação integrada pelo UK, França,

    Itália, Império Turco-Otomano e o Império Austríaco)

    � Alta mortalidade entre os soldados Britânicos. Associação entre

    higiene e diminuição da mortalidade – sanitarismo

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 11

    � Joseph Lister - médico cirurgião e pesquisador inglês

    � 1865: o fenol era um efetivo agente anti-séptico que podia

    auxiliar na redução das mortes humanas por infecções pós-

    operatórias

    Microbiologia no século XXI

    Fatores que contribuem para a emergência de doenças infecciosas

    � Alterações ecológicas;

    � Comportamento e informação (educação);

    � Globalização;

    � Produção/manipulação de alimentos em larga escala;

    � Auto medicação e erros de prescrição médica – resistência;

    � Planejamento urbano – infra-estrutura sanitária.

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 12

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 13

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 14

    �Microbiologia Médica e Diagnóstica:

    • Descrição dos agentes etiológicos;

    • Vias de transmissão;

    • Medidas de tratamento e prevenção das doenças;

    • Desenvolvimento de estratégias terapêuticas.

    �Microbiologia Ambiental:

    • Estudo dos papéis dos microrganismos nos ecossistemas;

    • Descrição de fenômenos naturais;

    • Prospecção da diversidade microbiana

    �Microbiologia Industrial, Biotecnologia e de Alimentos:

    • Otimização de processos microbianos;

    • Transformação de substratos pela ação de microrganismos;

    • Purificação de produtos microbianos;

    • Biorremediação e biolixiviação.

    OMS - Desafios do século XXI na área de saúde

    Desdobramento da Microbiologia:

    Bacteriologia

    Micologia

    Virologia

    Parasitologia (protozoologia)

    Imunologia

  • Bacteriologia - 1º/2019 13/03/2019

    Prof. Cláudio 15

    Um tipo específico do fungo Armillaria que fica em Blue Mountains, no Estado

    americano do Oregon, que mede 3,8 km de comprimento e é considerado o maior

    ser vivo da Terra. Conhecidos como "cogumelo do mel“, colonizam e matam

    diversas árvores e plantas lenhosas (aquelas que produzem madeira).