09585315 pro Aula12 - Primeiro Reinado (1822-1831) ?· O projeto político de Independência do Brasil…

Download 09585315 pro Aula12 - Primeiro Reinado (1822-1831) ?· O projeto político de Independência do Brasil…

Post on 11-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • HISTRIA IAULA 12:

    PRIMEIRO REINADO (1822-1831)EXERCCIOS PROPOSTOSANUALVOLUME 3

    OSG.: 095853/15

    01. O primeiro projeto constitucional elaborado pela aristocracia rural em uma Assembleia Constituinte em 1823 entrou para a histria como Constituio da Mandioca, por ter o seu voto baseado em critrios censitrios em que a posse da terra era a condio para votar e ser votado. A observao atenta do texto especialmente quando do trecho Pouco importa, que nem todos gozem dos mesmos direitos, e que alguns no exercitem os direitos polticos, por no terem os requisitos, que a Lei exige nos leva a resposta correta, j que nem todos os que fossem qualifi cados como cidados teriam assegurados o direito de participao na vida poltica que hoje inerente a condio de cidadania.

    Resposta: A

    02. A Constituio de 1824 foi caracterizada como de carter misto, no obstante sua tendncia conservadora, sobretudo, quanto instituio do Poder Moderador que no deixava de ser uma espcie de resduo das prticas absolutistas. Desse modo, ao declarar, no seu inciso V do art. 92 a restrio do voto queles que tivessem renda lquida anual equivalente a cem mil ris, relativa atividades de indstria, comrcio ou empregos, revela-se a sua condio eminentemente elitista, resultante dos interesses dos grupos aristocrticos e comerciais. No se pode afi rmar pelo fi m da inspirao liberal, tendo em vista que tais representantes polticos sofriam infl uncia das ideias iluministas europeias, bem como tal liberalismo permaneceu presente durante grande parte da histria brasileira.

    Resposta: D

    03. O projeto poltico de Independncia do Brasil foi resultado especialmente dos interesses da elite agrria que pretendia a todo custo manter os seus privilgios polticos, bem como evitar os sobressaltos tpicos das agitaes polticas e das disputas pelo poder. Para ter esses interesses preservados, era importante a manuteno do regime monrquico e do trabalho escravo, essenciais ao modelo agroexportador, em que se baseava a nossa economia.

    Resposta: B

    04. Esta questo estabelece mediante uma comparao entre os processos corridos na Amrica Portuguesa e na Amrica Espanhola, os diferenciais e as particularidades de nossa independncia. O fragmento de texto oferece uma postura crtica ao processo de Independncia do Brasil. Quando comparado ao restante da Amrica, a Independncia do Brasil ganha um aspecto singular. Primeiro, porque mantivemos a unidade territorial ante a fragmentao na Amrica Espanhola; depois, pela opo pelo regime monrquico, unitrio, em contraposio ao modelo predominantemente republicano e federalista dos nossos vizinhos (exceto pela breve experincia monrquica no Mxico). Ressalte-se ainda que no Brasil a independncia ocorreu sem sobressaltos e sem mobilizao das camadas populares, inclusive mantendo a escravido como forma de trabalho predominante. Embora o processo de Independncia do Brasil tenha, quando comparado aos demais pases americanos, sido pacfi ca, devemos destacar que algumas provncias ocorreram reaes declarao de ruptura com a metrpole portuguesa, como foram vistas no Par, o Piau, na Bahia e a Cisplatina.

    Resposta: D

    05. Historicamente, possvel compreender o processo de Independncia do Brasil como um ato essencialmente poltico, na medida em que rompemos o Pacto Colonial com a metrpole, mas mantivemos a estrutura econmica e social praticamente intactas, marcadas pela excluso social, especialmente pela manuteno do trabalho escravo, bem como pela dependncia econmica junto aos ingleses. Observe, no entanto, que tnhamos como representante maior o herdeiro legtimo do trono portugus (D. Pedro I), o que mantinha certa desconfi ana de uma possvel recolonizao.

    Resposta: B

    06. A representao do poder real tem marcado a Europa desde os sculos XV e XVI, poca do Renascimento artstico, com a consolidao do Estado nacional absolutista. A Frana dos Bourbons, a Inglaterra dos Tudors e dos Stuarts e Portugal dos Braganas sempre registraram nas pinturas o autoritarismo e a suprema glria das casas dinsticas que se perpetuavam hereditariamente. D. Joo VI e D. Pedro I esto em imagens vigorosas e fortalecedoras de seus brilhos e poderes.

    Resposta: E

    07. Os artigos presentes no texto da Constituio outorgada de 1824 revela o carter autoritrio e centralizador de D Pedro I. Elaborada por uma comisso denominada de Conselho de Estado subordinada ao Imperador estabelecia entre outras coisas que haveria uma tetrapartio do poder, onde se destacava o poder Moderador.Art. 98. O Poder Moderador a chave de toda a organizao Poltica, e delegado privativamente ao Imperador, como Chefe Supremo da Nao, e seu Primeiro Representante, para que incessantemente vele sobre a manuteno da Independncia, equilbrio, e harmonia dos demais Poderes Polticos.Art. 99. A Pessoa do Imperador inviolvel, e Sagrada: Ele no est sujeito a responsabilidade alguma.A Igreja era submissa ao Estado podendo o Imperador interferir na nomeao de seus quadros pelo uso do padroado ou de suas normativas com o beneplcito.Nesse perodo no havia cargo de I Ministro no Brasil e ainda assim, quando existiu no contexto do II Reinado com a adoo do parlamentarismo s avessas, cabia a nomeao do cargo ao Imperador e no por escolha por voto direto.O voto era dividido em graus estando condicionado aos critrios censitrios baseados na renda dos indivduos.

    Resposta: E

  • OSG.: 095853/15

    Resoluo Histria I

    08. O processo eleitoral na nossa primeira constituio elaborada pelo Conselho de Estado e outorgado pelo Imperador em 1824 se caracterizava pelo carter elitista e excludente. Observando o organograma oferecido percebe-se que a eleio se d de forma indireta j que o eleitor de 1 grau elege o eleitor de 2 grau e este elege os deputados e indica os nomes aptos ao Senado. Embora no houvesse proibio explcita, mulheres e escravos no votavam, apenas os libertos votavam nas eleies de primeiro grau. A idade mnima de 25 anos (com algumas excees) era outra exigncia. Alm dos rgos locais votava-se para Assembleia Provincial, Cmara dos Deputados e Senado, porm neste caso cabia ao Imperador, a partir de uma lista trplice, a nomeao do senador em carter vitalcio. Os Presidentes das Provncias tambm eram indicados diretamente pelo Imperador. Pelo processo eleitoral ser hierarquizado em dois graus, observamos que entre os cidados havia a clara distino, j que nem todos eram votantes e nem todos os votantes podiam ser necesserariamente elegveis. Podemos concluir que nesse contexto o voto era censitrio, estando condicionado a comprovao de renda mnima para cada etapa. (100 mil para eleitor de parquia e 200 para eleitor de provncia, 400 mil para deputado e 800 mil para senador).

    Resposta: C

    09. Os dois documentos assumem posturas claramente diferenciadas, embora refi ram-se ao mesmo contexto histrico em que se manifestava a inquietao do Nordeste ante ao projeto centralizador de D. Pedro I nos primeiros anos do ps-independncia. O primeiro destaca a postura autoritria do imperador, questionando at a sua legitimidade ao ser classifi cado como estrangeiro ingrato e destaca como defeituoso o sistema monrquico propondo um projeto separatista e republicano para o Nordeste. Por outro lado, o segundo texto, de autoria do prprio imperador D. Pedro I, denuncia os riscos da adoo de sistemas polticos considerados reprovados pela experincia, fugindo tradio monrquica, e que comprometeria o desenvolvimento nacional seriamente ameaada pelo separatismo dos insurgentes.

    Resposta: A

    10. Diversos fatores contriburam para o desgaste poltico que culminou com a abdicao de D. Pedro I em 1831. Dentre os principais destacamos o autoritarismo do Imperador que dissolveu a Assembleia Constituinte de 1823, outorgou a Constituio de 1824 e reprimiu violentamente a Confederao do Equador, em termos econmicos, a m administrao, os constantes emprstimos junto aos ingleses somados ao fracasso da guerra da Cisplatina levaram ao colapso da economia nacional com a falncia do Banco do Brasil. Alm de todos esses fatores o envolvimento na questo da sucesso do trono portugus levou a uma condio de incompatibilidade de D. Pedro I permanecer no Brasil.

    Resposta: C

    Anbal 07/12/2015 Rev.: AC09585315_pro_Aula 12 - Primeiro Reinado (1822-1831)

Recommended

View more >