07 - ciencias humanas ensino medio

Download 07 - Ciencias Humanas Ensino Medio

Post on 20-Jun-2015

1.370 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

PROPOSTA DE ORIENTAES CURRICULARES REA DE CINCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS PARA O ENSINO BSICO DE MATO GROSSO I Introduo 1 Discutir o papel das Cincias Humanas como rea de conhecimento no currculo escolar da educao bsica suscita delimitarmos, primeiramente, o que entendemos por rea de conhecimento e, num segundo momento, analisarmos o processo de constituio da rea de Cincias Humanas, bem como sua incorporao na estrutura curricular da educao bsica. 2 Uma rea de conhecimento caracteriza-se por reunir disciplinas que possuem em comum: princpios, conceitos, modelos interpretativos e explicativos sobre certos aspectos do mundo. Estes, ao se constiturem como focos de interesse e anlise, transformam-se em objetos de estudo. As investigaes em torno dos objetos de estudo de uma mesma rea resultam numa rede de saberes e de tecnologias que se tangenciam ora por conceitos, ora por procedimentos, ora por seus produtos, permitindo, assim, organiz-los a partir de distines e classificaes comuns que transitam de uma disciplina para outra. 3 Ao se optar pela organizao curricular em reas de conhecimento pretende-se que cada campo do saber adquira dinamicidade e articulao, tanto entre suas disciplinas quanto entre as prprias reas, possibilitando maior flexibilidade, pontos de interesse e metas comuns no que diz respeito construo do conhecimento pelo aluno. 4 A ateno aos pontos de contato entre as diversas disciplinas de uma rea ou das reas entre si tem por objetivo promover uma prtica interdisciplinar no currculo, tomando-o de forma orgnica, ou seja, superando-se a disposio artificial e fragmentada no trato dos objetos de estudo nas disciplinas atravs de aes favorveis a articulao e integrao dos conhecimentos. Isto, contudo, no significa a negao

1

dos contedos disciplinares ou daqueles especficos de cada cincia, antes, implica na eleio e no tratamento de eixos articuladores comuns s diversas disciplinas e aos campos de conhecimento, enfatizando e explorando a interseco que possuem entre si. O sucesso do empreendimento interdisciplinar depende, portanto, da manuteno de um dilogo fecundo entre as matrias no que diz respeito aos temas considerados centrais pela comunidade escolar. 5 Nenhum objeto de estudo pode ser compreendido em toda sua dimenso quando abordado de forma isolada. Sabemos, tambm, que o professor, mesmo que assistematicamente, ao ensinar determinado contedo, utiliza em seu discurso uma gama de informaes colhidas em variados campos de saber. Se assim , o ensino por rea de conhecimento, longe de descaracterizar os objetos de estudo ou as disciplinas, vem implementar, integrar e sistematizar o ensino das disciplinas escolares. Por outro lado, a organizao curricular em reas no pode ser confundida com uma mera fuso de disciplinas. Seu foco est em reconhecer e observar que as demarcaes e as fronteiras de cada cincia no so estanques. Assume, tambm, a existncia de uma margem ampla de contato e de permeabilidade entre as disciplinas de maneira a favorecer cruzamentos de investigaes conceituais, procedimentais, intercmbios de temas, problemas e de metas pedaggicas. 6 A tentativa de se buscar pontos de interseco entre as cincias e seus objetos de estudo, divididas tradicionalmente em disciplinas, move-se na busca por confluncias tericas e prticas que podem ser tratadas de forma interdisciplinar, seja do ponto de vista da investigao e construo do conhecimento, seja no que se refere reflexo sobre seus resultados tecnolgicos. Dessa forma, a interdisciplinaridade na organizao curricular justifica-se duplamente: de um lado, a partir de seus aspectos epistemolgicos - ao reunir objetos de estudo, paradigmas e problemas afins, favorecendo seu tratamento conjunto; e, de outro, pedagogicamente - por potencializar as condies para o

2

ensino e para o aprendizado solicitados nas diversas disciplinas; bem como facilitar, atravs dessa integrao, a discusso acerca da produo e utilizao das tecnologias geradas a partir das cincias. A presena de todos estes fatores no processo de formao imprescindvel ao bom desenvolvimento pessoal e scio-cultural dos alunos nessa etapa de formao. II - Cincias Humanas e suas tecnologias 7 As Cincias Humanas, da forma como hoje esto constitudas, basearam-se no conhecimento das Humanidades 1 construdas a partir do sculo XIX, quando o homem passa a se perceber simultaneamente como sujeito e como objeto do conhecimento. A rea de Cincias Humanas e suas Tecnologias englobam as cincias que envolvem a compreenso do significado da identidade, da sociedade e da cultura 2, dizem respeito aos conhecimentos da Histria, Geografia, Sociologia, Antropologia, Psicologia e Filosofia. Em termos gerais, o objeto de estudo da rea de Cincias Humanas so os seres humanos em suas relaes espaciais, econmicas, sociais, culturais, polticas, ambientais e cientifico-tecnolgicas nas diversas temporalidades. 8 Da perspectiva educacional, a diviso das disciplinas no interior da referida rea constitui-se como estratgia pedaggica para facilitar a organizao do conhecimento e das prticas escolares. Efetivamente, no h uma demarcao definitiva e intransponvel no processo de ensino do conhecimento das humanidades, pois evidente a existncia de aspectos comuns entre elas. Dessa forma, a rea de cincias humanas particularmente propcia para o enfoque interdisciplinar entre suas disciplinas e transdisciplinar na interlocuo com as outras reas de1

conhecimento,

uma

vez

que

seu

objetivo

primordial

o

BRASIL. Ministrio de Educao. Secretaria de Educao Bsica. Orientaes Curriculares para o Ensino Mdio Cincias Humanas e Suas Tecnologias. Secretaria de Educao Bsica: Ensino Mdio. Braslia: Ministrio da Educao, Secretaria de Educao Bsica. 2008.2

BRASIL. PCN. P. 91.

3

desenvolvimento pessoal, intersubjetivo e social do aluno deve estar presente em todas elas e durante todo o percurso educacional bsico. 9 A finalidade do ensino das Cincias Humanas e suas tecnologias residem, pois, na contribuio que seus saberes, cincias e tecnologias podem proporcionar para a constituio da identidade pessoal e cultural e, para o exerccio da cidadania democrtica. Faz isso na medida em que, atravs de seus assuntos, pode-se, explorar as condies para uma participao autnoma e tica na vida civil, alm de, proporcionar o entendimento da ao humana na sua historicidade e nos seus modos de interferncia e de transformao da sociedade. 10 O pensamento ou as teorias que marcam o delineamento e o desenvolvimento do ensino das Cincias Humanas se fazem presentes na ao dos docentes, atravs das posturas assumidas no cotidiano da sala-de-aula e nos diversos momentos da sua vida profissional, trazendo tona a ligao entre teoria e prtica na educao. Podemos dizer que o desenvolvimento da autonomia cognitiva e moral buscado na Educao Bsica requer contedos e metodologias que priorizem e estimulem as capacidades de investigar, contextualizar, incorporar e refletir sobre os conhecimentos3. 11 Pedagogicamente, isto tudo s se torna possvel na medida em que os conhecimentos forem abordados numa dimenso prxica 4, ou seja, numa constante articulao entre o recorte do assunto, do texto, da teoria, enfim, do contedo necessrio do ponto de vista formativo e os contextos em que o mesmo est inserido disciplinar, interdisciplinar e transdisciplinarmente. Trata-se, portanto, de conhecer a parte sem perder o horizonte das relaes que nela esto subjacentes, sejam elas tericas ou prticas, com seus desafios e conflitos inerentes. Da a importncia de se propor procedimentos que enfatizem a participao ativa do aluno no seu prprio processo educacional, oferecendo-lhe a chance de produzir significados a partir de uma ntima conexo entre o34

KUENZER, Accia Z. Ensino Mdio, 2000, p. 71-80. Idem, p. 82.

4

objeto de ensino e a vida, o que implica em dizer que o ponto de partida do professor sempre o aluno e suas experincias e no o contedo em si mesmo5. III Objetivos da rea de Cincias Humanas 12 A rea de Cincias Humanas visa traduo do conhecimento em conscincias crticas e criativas, principalmente no que concerne formao de um protagonismo social responsvel. Para tanto necessrio traar um conjunto de objetivos que permitam colocar em prtica esse projeto de construo e formao de cidadania. Possibilitar que o aluno entenda a sociedade em que vive como fruto da ao humana, que faz e refaz num processo dotado de historicidade. Permitir ao aluno compreender o espao ocupado pela sociedade enquanto espao construdo e modificado a partir de suas interferncias, entendendo-se tambm enquanto produto dessas relaes. Proporcionar experincias para que o aluno compreenda os processos de socializao e coletividade, conscientizando-se dos diferentes presentes. Possibilitar que o aluno reflita e problematize as mudanas advindas das tecnologias no desenvolvimento e na estruturao da sociedade. Propiciar ao aluno o desenvolvimento da conscincia crtica sobre conhecimento, razo e realidade scio-histrica, cultural e poltica. Promover a apropriao das ferramentas tecnolgicas para a produo do conhecimento da rea. espaos, e de interao social refletindo e sobre as individualidades diversidades culturais individuais neles

5

Idem, p. 82.83.

5

13 Uma vez alcanados estes objetivos, ao final da formao bsica espera-se que o aluno tenha condies de utilizar as diferentes linguagens da cultura e da sociedade, sabendo usufruir dos conhecimentos apreendidos para compreender e agir na realidade em que vive de modo consciente e criativo 6. Proposies metodolgicas da rea 14 Para que os alunos alcancem os objetivos propostos na rea de Cincias Humanas e suas Tecnologias, a partir de problematizaes de questes pertinentes ao cotidiano, propem-se procedimentos metodolgicos que possibilitem construir, reconstruir conhecimentos e desenvolver autonomia intelectual. A partir do domnio dos conceitos, conte