01 guia cd - mod1

Download 01   guia cd - mod1

Post on 07-Jul-2015

619 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Escola Secundria de Algures Tcnico de Gesto de Equipamentos Informticos Disciplina : Comunicao de Dados Modulo n1Introduo a comunicao de dados Professor: Paulo Pimentel</li></ul> <p> 2. Componentesde uma rede de dados </p> <ul><li>Fonte gera a informao (dados) a transmitir </li></ul> <ul><li>Emissor converte os dados em sinais adequados ao sistema de transmisso </li></ul> <ul><li>Sistema de transmisso transporta os dados sob a forma de sinais </li></ul> <ul><li>Receptor converte os sinais em dados </li></ul> <ul><li>Destino consome os dados </li></ul> <p> 3. Componentes de uma rede de dados 4. Meios de transmisso de dados </p> <ul><li>Transmisso de dados entre sistemas </li></ul> <ul><li>Via terrestre </li></ul> <ul><li><ul><li>Cabos metlicos </li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li>Fibra ptica </li></ul></li></ul> <ul><li>Via area </li></ul> <ul><li><ul><li>Transmisso de superfcie </li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li>Transmisso via satlite </li></ul></li></ul> <p> 5. Meios de transmisso de dados </p> <ul><li>TransmissoParalela </li></ul> <ul><li>Custo dos canais de transmisso so elevados </li></ul> <ul><li>S pode ser usado para curtas distncias </li></ul> <ul><li>Terminais so mais baratos </li></ul> <ul><li>Exemplo: </li></ul> <ul><li>Comunicao entre computador e impressora </li></ul> <ul><li>Comunicao entre a CPU e memria </li></ul> <p> 6. Meios de transmisso de dados </p> <ul><li>TransmissoSrie </li></ul> <ul><li>Nmero de linhas necessrias transmisso pode ser reduzida convertendo-se os dados a serem transmitidos num nico canal. </li></ul> <ul><li>So necessrios apenas dois canais para a transmisso de dados. </li></ul> <ul><li>Exemplos: </li></ul> <ul><li>Sistema SATA </li></ul> <p> 7. Transmisso de sinais digitais 8. Transmisso de sinais digitais 9. Transmisso de sinais analgicos </p> <ul><li> um modo detransmisso efectuada por meio de sinais elctricos , que transportam informaes mediante a variao contnua da onda de frequncia elctrica para a adaptar s frequncias sonoras (voz, etc.) e ao volume do sinal de entrada.</li></ul> <ul><li>As tcnicas de modulao analgica para transmisso so as seguintes: </li></ul> <ul><li>IM(Intensity Modulation)</li></ul> <ul><li>PFM(Pulse Frequency Modulation) </li></ul> <ul><li>PFM / FDM(Frequency Division Multiplexing)</li></ul> <ul><li>PFM / FDM / WDM(Wavelight Division Multiplexing) </li></ul> <p> 10. Modosde transmisso de dados </p> <ul><li>Simplex </li></ul> <ul><li><ul><li>Quando a linha permite a transmisso num nico sentido. </li></ul></li></ul> <ul><li>Half-Duplexousemiduplex </li></ul> <ul><li><ul><li>Quando a linha permite a transmisso nos dois sentidos, ALTERNADAMENTE. </li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li>Nota: Sempre que se inverte o sentido da comunicao existe um tempo de comutao da linha (100 a 400 ms). </li></ul></li></ul> <ul><li>Full-DuplexouDuplex </li></ul> <ul><li><ul><li>Permite a transmisso nos dois sentidos em simultneo, usando diviso de frequncias. </li></ul></li></ul> <p> 11. Grandezas e MedidasTermos a Conhecer ! </p> <ul><li>Largura de Banda </li></ul> <p>Ao nvel informtico alargura de banda a quantidade de informao que pode ser transferida de um n para outro num determinado perodo. Um modem comum (j obsoleto!) ter 56 kbps(7 KB/s)de largura de banda, uma ligao ADSL ter 512 kbps( 64 KB/s) . A ttulo de exemplo, se um servidor Web tiver 100 KB/s de largura de banda, 10 visitas nesse segundo podero ter uma velocidade de download do site de 10 KB/s, mas 100 visitas nesse mesmo tempo s podero ter 1 KB/s. 12. Grandezas e Medidas </p> <ul><li>Throughput a quantidade de dados transferidos de um lugar a outro, ou a quantidade de dados processados num determinado espao de tempo. Pode-se usar o termo throughput para referir-se a quantidade de dados transferidos em discos rgidos ou numa rede. </li></ul> <ul><li>O throughput pode ser traduzido como a taxa de transferncia efectiva de um sistema.</li></ul> <ul><li>Bit rate significa taxa de bits. Nas telecomunicaes e na computao, o bit rate (s vezes escrito como bitrate) o nmero de bits convertidos ou processados por unidade de tempo</li></ul> <ul><li>QOS(Quality of service) No campo das telecomunicaes e redes de computadores, o termoQualidade de Servio( QoS ) pode ter duas interpretaes relacionadas, mas distintas: </li></ul> <ul><li><ul><li>Emredes de comutao de circuitos(rede telefnica), refere-se probabilidade de sucesso em estabelecer uma ligao a um destino </li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li>Emredes de comutao de pacotes(redes informticas) refere-se garantia de largura de banda para uma determinada tarefa. </li></ul></li></ul> <p> 13. Topologias de Rede A topologia de uma rede de comunicao, refere-se forma como as ligaes fsicas existentes e os ns de uma comutao esto organizados, determinando caminhos fsicos existentes e utilizveis entre quaisquer pares de estaes conectadas a essa rede. A topologia de uma rede muitas vezes caracteriza o seu tipo, eficincia e velocidade.Mesh - a interconexo total garantindo alta fiabilidade. Porm a complexidade da implementao fsica e o custo inviabilizam seu uso comercial. 14. Topologias de Rede </p> <ul><li>Estrela - a conexo feita atravs de um n central que exerce controle sobre a comunicao. A sua fiabilidade limitada fiabilidade do n central, cujo mal funcionamento prejudica toda a rede. A expanso da rede limitada capacidade de expanso do n central, a cablagem complexa e cara pois pode envolver um grande nmero de ligaes que envolvem grandes distncias. </li></ul> <ul><li>Barramento - as estaes so conectadas atravs de um cabo de cobre (coaxial ou par tranado), com difuso da informao para todos os ns. </li></ul> <ul><li> necessria a adopo de um mtodo de acesso para as estaes em rede compartilharem o meio de comunicao, evitando colises. </li></ul> <ul><li> de fcil expanso mas de baixa fiabilidade, pois qualquer problema no barramento impossibilita a comunicao em toda a rede. </li></ul> <p> 15. Topologias de Rede Anel - o barramento toma a forma de um anel, com ligaes unidireccionais ponto a ponto. A mensagem repetida de estao para estao at retornar estao de origem, sendo ento retirada do anel. Como o sinal recebido por um circuito e reproduzido por outro h a regenerao do sinal no meio de comunicao; entretanto h tambm a insero de um atraso mnimo de 1 bit por estao. O trfego passa por todas as estaes do anel, sendo que somente a estao destino interpreta a mensagem. de fcil expanso, obtida atravs da ligao de mdulos que implementam anis independentes e que se tornam um grande anel quando conectados. Pode ter a sua fiabilidade incrementada pela adopo de dispositivos que realizam o bypass da estao no anel em caso de falha nos circuitos de conexo da mesma. rvore - a expanso da topologia em barra herdando todas as suas capacidades e limitaes. O barramento ganha ramificaes que mantm as caractersticas de difuso das mensagens e partilha do meio entre as estaes. 16. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>Area geogrfica ou organizacionalpode definir toda a estrutura e nvel de complexidade de uma rede de comunicao de dados basta vermos que muito diferente montar uma pequena rede dentro de uma sala, em relao a montar uma rede que interligue varias filiais de uma empresa. </li></ul> <p> 17. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>LAN (Local Area Network) </li></ul> <p>LANs (ou redes locais, ou redes privadas) so redes utilizadas na interligao de equipamentos informticos com a finalidade de troca de dados. Tais redes so denominadas locais por cobrirem apenas uma rea limitada (10 Km no mximo). As LANs so utilizadas para conectar computadores, servidores, perifricos e outros dispositivos que possuam capacidade de processamento num escritrio, escola e edifcios prximos. 18. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>PAN (Personal Area Network) </li></ul> <p>P ersonalA reaN etwork ou Rede de rea Pessoal uma rede de equipamentos pessoais (telefones, PDAs), ligados directamente entre si. Como exemplo podemos imaginar um computador porttil conectando-se a um outro e este a uma impressora, ou um computador e um porttil ligados a Internet com a ajuda de um router . Tecnologicamente o mesmo que uma LAN, sendo a principal diferena a pouca possibilidade de crescimento e a sua utilizao domstica. 19. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>SAN (Storage Area Network) </li></ul> <ul><li>Osstorage networks , ou redes de armazenamento, so diferentes de outras formas de armazenamento em rede pelo mtodo de acesso de baixo nvel que eles apresentam. O trfego de dados nessas redes bastante similar a aqueles usados internamente em discos, como ATA e SCSI. </li></ul> <ul><li>Numa rede de armazenamento, o servidor envia pedidos por blocos especficos ou segmentos de dados de especficos discos. Este mtodo conhecido comoblock storage(armazenamento de blocos). O dispositivo age similarmente a um disco interno, acedendo ao bloco especfico e enviando a resposta atravs da rede. </li></ul> <ul><li>A maioria dosstorage networksusam o protocolo SCSI para a comunicao entre servidores e dispositivos, embora no usem o hardware SCSI. </li></ul> <p> 20. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>SAN (Storage Area Network) </li></ul> <p> 21. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>MAN (Metropolitan Area Network) </li></ul> <p>UmaM etropolitanA reaN etwork ouRede de rea Metropolitana uma rede de comunicao que abrange uma cidade. O exemplo mais conhecido de uma MAN a rede de TV cabo disponvel em muitas cidades. A partir do momento que a Internet atraiu uma audincia de massa, as operadoras de redes de TV cabo, comearam a perceber que, com algumas mudanas no sistema, elas poderiam oferecer servios de Internet utilizando a rede de distribuio de TV Cabo. 22. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>WAN (Wide Area Network) </li></ul> <p>Wide Area Network( WAN ),Rede de rea alargadaouRede de longa distncia , tambm conhecida comoRede geograficamente distribuda , uma rede de computadores que abrange uma grande rea geogrfica, com frequncia um pas ou continente. Difere, assim, das PAN, das LAN e das MAN. A histria da WAN comea em 1965 quando Lawrence Roberts e Thomas Merril ligaram dois computadores, um TX-2 em Massachussets a um Q-32 na Califrnia, atravs de uma linha telefnica de baixa velocidade, criando a primeira rede de rea alargada (WAN). A maior WAN que existe a Internet. As WANS tornaram-se necessrias devido ao crescimento das empresas, onde as LANs no eram suficientes para atender todos os pedidos de informaes, pois era necessria uma forma de passar informao de uma empresa para outra de forma rpida e eficiente. 23. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>WAN (Wide Area Network) </li></ul> <p> 24. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>VPN (Virtual Private Network) </li></ul> <p>UmaRede Privada Virtual( Virtual Private Network-VPN ) uma rede de comunicaes privada normalmente utilizada por uma empresa ou um conjunto de empresas e/ou instituies, construda em cima de uma rede de comunicaes pblica (como por exemplo, a Internet). O trfego de dados levado pela rede pblica utilizando protocolos padro, no necessariamente seguros. VPNs seguras usam protocolos de criptografia por tunelamento que fornecem a confidencialidade, autenticao e integridade necessrias para garantir a privacidade das comunicaes requeridas. Quando adequadamente implementados, estes protocolos podem assegurar comunicaes seguras atravs de redes inseguras. . 25. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>Intranet e Extranet </li></ul> <ul><li>Intranet uma rede de computadores privada que utiliza as mesmas tecnologias que so utilizadas na Internet. O protocolo de transmisso de dados de uma intranet o TCP/IP e sobre ele podemos encontrar vrios tipos de servios de rede comuns na Internet, como por exemplo o e-mail, chat, grupo de notcias, HTTP, FTP entre outros. </li></ul> <ul><li>Uma Intranet pode ou no estar conectada a Internet ou a outras redes. bastante comum uma Intranet de uma empresa ter acesso a Internet e permitir que seus utilizadores usem os servios da mesma, porm nesse caso comum a existncia de servios e ou dispositivos de segurana como, por exemplo, uma firewall para bloquear os dados indevidos que tentam transitar entre a rede pblica e a rede privada. </li></ul> <p> 26. rea Geogrfica ou Organizacional </p> <ul><li>Intranet e Extranet </li></ul> <p>Extranet Quando uma intranet tem acesso a outra intranet, caso comum entre filiais de uma empresa ou entre empresas que trabalham em parceria, podemos chamar a juno das duas ou mais redes de extranet. 27. Benefcios de uma Redes de Dados </p> <ul><li>Partilha de Informao </li></ul> <ul><li><ul><li>A partilha de informao no mais do que o envio de informao til para vrios pontos, tais como: </li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Envio de um documento de trabalho </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Envio de emails </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Moodle </li></ul></li></ul></li></ul> <p> 28. Benefcios de uma Redes de Dados </p> <ul><li>Partilha de Recursos </li></ul> <ul><li><ul><li>A partilha de informao j um pouco mais complexa, e torna possvel a partilha de equipamentos (recursos), tais como: </li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Partilha do acesso a Internet </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Partilha de uma Impressora de Rede </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Partilha de tempo de CPU </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Partilha de espao de Armazenamento </li></ul></li></ul></li></ul> <p> 29. Tarefas de computadores em rede: </p> <ul><li>Existe uma grande variedade de tipos de servidores que disponibilizam vrios tipos de servios tais como: </li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Servidor de Email </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Servidor de Ficheiros </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Servidor de Impresso </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Servidor de FAX </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Servidores de Aplicao </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Servidores de Base de Dados </li></ul></li></ul></li></ul> <p> 30. Normalizao de uma Rede </p> <ul><li>A utilizao de normas padro na criao e instalao de uma rede informtica fundamental. </li></ul> <ul><li>Se no existissem conjuntos de normas para as rede informtica iriam surgir problemas extremamente difceis de resolver, tais como: </li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Formato da fichas de rede </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Tenses a utilizar </li></ul></li></ul></li></ul> <ul><li><ul><li><ul><li>Protocolos de rede </li></ul></li></ul></li></ul> <p> 31. Vantagens e desvantagens do uso de normas Vantagens Assegura a existncia de um mercado mais alargado para um dado equipamento (hardware ou software), permitindo produes em maior escala com consequentes redues de preo;Permite que produtos de diferentes construtores possam comunicar entre si, dando ao utilizador maior flexibilidade na seleco e uso de equipamento; 32. Vantagens e desvantagens do uso de normas Desvantagens O seu uso tende a desacelerar a evoluo e desenvolvimento de novos produtos; enquanto a norma desenvolvida, sujeita a reviso, discutida e aprovada, possvel utilizar novas tecnologias mais eficientes, que entretanto tenham sido disponibilizadas;A existncia de mltiplas normas com o mesmo objectivo. No se trata propriamente de uma desvantagem do uso de normas mas sim da sua concepo (regista-se uma crescente cooperao entre as vrias entidades responsveis pela normalizao para a aceitao e estudo conjunto de normas); 33. Entidades responsveis pela normalizao </p> <ul><li>Existem varias organizaes que esto envolvidas no desenvolvimento ou promoo de normas, das quais se destacam as seguintes, pela sua importncia internacional: </li></ul> <ul><li>International Organization for Standardization; ISO</li></ul> <ul><li>International Telegraph and Telephone Consultive Committee; CCITT</li></ul> <ul><li>The American Nacional Standards Institute; ANSI</li></ul> <ul><li>Electronics Industries Association; EIA</li></ul> <ul><li>Institute of Electrical and Electronics Engineers; IEEE</li></ul>