??web viewdesonerao da folha de pagamento: um levantamento em 13 empresas da bmfbovespa optantes...

Download ??Web viewdesonerao da folha de pagamento: um levantamento em 13 empresas da bmfbovespa optantes pela desonerao da folha

Post on 16-May-2018

216 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

DESONERAO DA FOLHA DE PAGAMENTO: UM LEVANTAMENTO EM 13 EMPRESAS DA BM&FBOVESPA OPTANTES PELA DESONERAO DA FOLHA DE PAGAMENTO

Beatriz Regina da Silva

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

beatrizreginadasilva@hotmail.com

Srgio Murilo Petri

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

smpetri@gmail.com

RESUMO

Com o objetivo de incentivar a competitividade industrial brasileira, o Governo criou o Plano Brasil Maior em 2011, e uma das mediadas adotadas a desonerao da folha de pagamento para 56 segmentos da economia. Por meio de estudo de caso documental foram simulados os resultados com a desonerao da folha de pagamento de 13 diferentes empresas enquadradas para o benefcio das 5 diferentes alquotas no exerccio de 2016. Esta pesquisa teve o objetivo de analisar de forma quantitativa o impacto da desonerao sobre estas empresas e se a medida adotada poderia estar onerando alguma empresa. Os resultados das simulaes identificados que dentre as 13 empresas, 2 so oneradas pela contribuio previdenciria sobre a receita bruta. A incidncia da alquota de 2,5% sobre a receita bruta da empresa Via Varejo S.A., torna mais vantajosa a contribuio previdenciria patronal sobre a folha de pagamento. A empresa Manufatura de Brinquedos Estrela S.A. no se beneficia com a desonerao da folha de pagamento pois conta com a exportao de seus produtos como corte de custos. Com os resultados obtidos, percebe-se que ao optar pela desonerao da folha de pagamento deve-se levar em considerao a base de clculo e a alquota de desonerao versus a contribuio previdenciria patronal sobre a folha de pagamento.

Palavras-chaves. Desonerao da Folha de Pagamento. Lei 12.546/11. Plano Brasil Maior.

rea temtica: Contabilidade Tributria

1 Introduo

Quase um tero (32,4 %) do custo de mo de obra de bens e servios do Brasil so encargos trabalhistas. Esse dado expressivamente alarmante se comparado com outras economias em desenvolvimento, como Argentina e Coreia do Sul (17%) e Taiwan(14,7%) (FIESP, 2011). Os encargos trabalhistas no Brasil, para as empresas no optantes do Simples, por parte do empregador, incluem o INSS patronal, a contribuio do Grau de Incidncia de Incapacidade Laborativa- GILRAT, o Salrio Educao, as contribuies ao sistema S e INCRA para o setor privado, FGTS sobre o salrio do empregado e a proviso da multa do FGTS. Por parte do empregado, h os encargos com INSS de 8%, 9% e 11% sobre o salrio e o PIS/PASEP (ENDEAVOR BRASIL, 2015). Todos estes encargos encarecem a mo de obra no Brasil e geram um problema ainda maior com a indstria de transformao que compete com industriais mundiais. Com a desonerao da folha de pagamento, os encargos trabalhistas diminuiriam 20% no custo de mo de obra, que influenciam no preo final do produto e na margem lquida para o empresrio investir na indstria brasileira para competir com mercados externos. Com o objetivo de alavancar a competitividade industrial brasileira, o governo criou a desonerao da folha de pagamento. A desonerao da folha de pagamento a troca da contribuio previdenciria patronal, o INSS patronal, sendo 20% sobre a folha de pagamento, por uma porcentagem sobre a receita bruta da empresa. Porm, desde a implementao da desonerao da folha de pagamento com o Plano Brasil Maior em 2011, a competitividade da indstria brasileira caiu 4 posies no ranking do estudo do Frum Econmico Mundial de 2015 (WORD ECONOMIC FORUM, 2015). Esta pesquisa ir simular a aplicao da desonerao da folha de pagamento versus a contribuio previdenciria patronal em 13 empresa beneficiadas pela desonerao da folha de pagamento de 10 diferentes setores e enquadradas entre as 5 diferentes alquotas de desonerao. Qual o impacto da (des)onerao da folha de pagamento nas empresas pesquisadas? O objetivo desta pesquisa observar o impacto da desonerao nas empresas ou ao contrrio, a onerao com a contribuio previdenciria sobre a receita bruta. Estas 13 empresas so participante do mercado aberto na BM&FBOVESPA e esta pesquisa tem a limitao para anlise as demonstraes financeiras e relatrios da administrao do exerccio de 2016 disponveis para usurios externos no endereo online da BM&FBOVESPA. Com o propsito de organizar o trabalho e assim ter um melhor entendimento do estudo, esta pesquisa est distribuda em seis sees. A primeira seo a propriamente introdutria, a segunda seo a reviso de literatura. A terceira seo aborda a metodologia aplicada e os dados coletados, a quarta seo faz uma anlise dos resultados obtidos sobre a amostra colhida e a quinta seo faz uma concluso da pesquisa. A sexta seo apresenta as fontes de informaes para desenvolvimento desta pesquisa.

2 Metodologia da pesquisa

Nesta seo ser abordado a classificao da pesquisa, as empresas analisadas, os dados coletados para a pesquisa e os procedimentos da mesma. Assim, possibilita-se a replicao da pesquisa ou o conhecimento da metodologia para aplicao em outra amostra de empresas.

2.1 Classificao da Pesquisa

Esta pesquisa segue uma metodologia a fim de atingir um conhecimento cientfico (MATIAS-PEREIRA, 2012). A pesquisa exploratria pois tem o objetivo de familiarizar o tema abordado-Desonerao da folha de pagamento- com estudos de casos que estimulem a compreenso (APOLINRIO, 2011). O estudo de caso nos permitir analisar com profundidade as empresas selecionadas de forma emprica os fenmenos apresentados (YIN, 2003). Para a obteno de resultados da pesquisa proposta, utilizaremos as demonstraes financeiras, portanto a pesquisa documental, pois baseia-se em documentos prprios da empresa, no pesquisas j feitas sobre os documentos do ano de 2016 (ANDRADE, 2012).

A pesquisa desenvolve-se de forma quantitativa pois os dados coletados sero mensurados e expressos numericamente. Os resultados tambm sero analisados com o uso preponderante de mtodos quantitativos (APOLINRIO, 2011).

2.2 Empresas analisadas.

Para o desenvolvimento do estudo de caso, foram selecionadas 13 empresas participantes do mercado aberto, com demonstraes financeiras disponveis no endereo online da BM&FBOVESPA pelo acesso s informaes, qualificadas para o benefcio da desonerao da folha de pagamento que envolvem as 5 alquotas diferentes.

Quadro 1: Empresas a serem analisadas

Alquotas

Segmento

Setor

Empresa

1%

Indstria

Aves, Sunos e derivados.

BRF S.A.

Indstria

Pes e Massas.

M Dias Branco S.A.

1,50%

Transportes

Transporte areo

Gol Linhas Areas Inteligentes S.A.

Transportes

Transporte rodovirio de carga

Tegma Gesto Logstica S.A.

2,50%

Indstria

Mveis

Unicasa Indstria de Mveis S.A.

Indstria

Brinquedos

Manufatura de Brinquedos Estrela S.A.

Comrcio

Comrcio Varejista

Via Varejo S.A.

3%

Servios

Call Center

Contax Participaes S.A.

4,50%

Servios

Hotis

Hoteis Othon S.A.

Servios

Hotis

Sauipe .S.A

Servios

TI & TIC

SeniorSolution S.A.

Fonte: Dados da Pesquisa (2017).

Para a coleta de informaes das empresas, foram analisadas as demonstraes financeiras consolidadas do ano 2016, salvo da empresa Sauipe S.A. onde o relatrio individual, e os relatrios da administrao do exerccio de 2016. O Quadro 1 discrimina as empresas selecionadas, a alquota do setor, o segmento e setor que se enquadram.

2.3 Coleta de dados.

Coletou-se a Receita Operacional Bruta para base de apurao da contribuio patronal sobre a receita bruta conforme o art. 7 da Lei 12.546/11, de 2011 e o inciso VIII do art. 183 da Lei n 6.404, de 1976. Considerando a limitao de analista externo, os dados foram coletados do resultado da receita bruta e ajustados pelas informaes disponveis para estar conforme a legislao para apurao da contribuio patronal sobre a receita bruta. Isto significa excluir as receitas brutas de exportaes, IPI incidentes sobre as vendas, ICMS- substituio tributrias, as vendas canceladas, descontos incondicionais concedidos e receitas no prprias da atividade operacional da empresa que ultrapasse 5% da Receita Bruta Total. Tambm para a Receita Operacional para base de clculo da CPRB so excludas as receitas com aluguis, recuperao de despesas, receitas financeiras e variao cambial que via de regra no constam na Receita Operacional Bruta.

Foi coletado a Receita Operacional Lquida incluindo as receitas com mercado externo e interno e outras receitas inclusas na receita operacional lquida de cada empresa. Nas empresas Unicasa Indstria de Mveis S.A. e Senior Solution S.A. a CPRB aparece como deduzindo a Receita Operacional Lquida.

Para obter o valor de folha de pagamento das empresas, recorreu-se ao valor discriminado na Demonstrao do Valor Adicionado Consolidado de 2016-salvo a empresa Sauipe S.A., com demonstraes individuais- em Remunerao Direta, disponvel em Demonstraes Financeiras Padronizadas no endereo online da BM&FBOVESPA.

O Quadro 2 a seguir discrimina por empresa, o valor para remunerao direta coletado, o valor para a Receita Lquida coletado, o valor para base de clculo da CPRB e o que compe a base de clculo para a CPRB e a Receita Operacional Lquida.

Quadro 2: Dados Coletados das Demonstraes Financeiras Padronizadas

Empresas

Remunerao Direta

ROL

Composio da ROL

BC para apurao da CPRB

Composio da BC para apurao da CPRB

BRF S.A.

3.749.001

33.732.866

ROL de Vendas no Mercado Interno e Externo

14.808.089

Receita Bruta de Vendas no Brasil menos impostos incidentes, devolues, abatimentos, descontos e exportaes.

M. Dias Branco S.A.

Recommended

View more >