? web viewa entrada e saída de ar nos pulmões dependem da diferença entre a pressão...

Download ? Web viewA entrada e saída de ar nos pulmões dependem da diferença entre a pressão atmosférica…

Post on 30-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Sistema Respiratrio

Respirao:

*processo de trocas gasosas entre o organismo e o meio

*conjunto de reaes qumicas do metabolismo energtico (respirao celular).

Funo

Trocar os gases envolvidos no processo de respirao Celular, logo:

Captam Oxignio atmosfrico.

Liberam o CO2 produzido no organismo para o meio ambiente.

o processo de entrada e sada de ar no sistema respiratrio.

Hematose - processo de troca gasosa entre o sistema respiratrio e o sangue.

Cavidade Nasal: Narinas e fossas nasais

Entrada e sada de ar do organismo

Aquecimento, filtrao (muco e vibrissas nasais) e umedecimento do ar.

Faringe - Cavidade comum ao sistema digestrio e respiratrio

Laringe - tubo muscular que permite a passagem do ar para a traqueia.

Encontramos na laringe uma estrutura denominada de Glote, abertura superior da laringe. nesta estrutura que encontramos as cordas vocais.

Epiglote bloqueio da entrada de alimentos no sistema respiratrio

Pregas vocais produo de sons durante a passagem de ar

Traqueia - Formada por anis cartilaginosos, epitlio de revestimento ciliado e com glndulas caliciformes (produo de muco).

As impurezas se aderem ao muco e os clios removem o muco com impurezas em direo faringe

Alvolos pulmonares - Bolsas de ar ricamente vascularizadas onde ocorre a Hematose (troca de gases - transformao de sangue venoso em sangue arterial)

Mecnica respiratria

A entrada e sada de ar nos pulmes dependem da diferena entre a presso atmosfrica e a presso intrapulmonar (ao dos msculos respiratrios - msculos intercostais e diafragma).

O ar se movimenta do local de maior presso para o local de menor presso.

Inspirao: Contrao dos msculos intercostais e diafragma; Aumento do volume da caixa torcica; Diminuio da presso intrapulmonar; Entrada de ar.

Expirao: Relaxamento dos msculos intercostais e diafragma; Diminuio do volume da caixa torcica; Aumento da presso intrapulmonar; Sada de ar.

Pulmes

Principal rgo do sistema respiratrio localiza-se dentro do trax, envolvido por uma camada de tecido denominada pleura, constitudo por bronquolos, alvolos e vasos sanguneos.

RITMO RESPIRATRIO

O ritmo respiratrio controlado pelo centro respiratrio, o Bulbo. Um aumento na taxa de CO2 no sangue e uma diminuio da taxa de O2 provoca um aumento da frequncia respiratria denominada de Taquipneia. Um aumento na taxa de O2 no sangue e uma queda da taxa de CO2 provoca uma diminuio da frequncia respiratria denominada de Bradipneia. Normopneia respirao dentro da normalidade que pode variar entre 12 a 16 respiraes por minuto. Apneia ausncia de respirao.

Pleura

A pleura uma membrana delicada que recobre o pulmo pelo lado de fora (pleura visceral) e a superfcie interna da parede torcica (pleura parietal). Entre as duas pleuras, existe uma camada muito fina de lquido, que facilita o deslizamento suave dos pulmes dentro da caixa torcica, quando se enchem e esvaziam de ar.

Diafragma

A base de cada pulmo apoia-se no diafragma, um fino msculo que separa o trax do abdmen (presente apenas em mamferos) promovendo, juntamente com os msculos intercostais, os movimentos respiratrios.

Localizado logo acima do estmago, o nervo frnico controla os movimentos do diafragma.

O controle da respirao um Processo Involuntrio.

Doenas do Sistema Respiratrio

Enfisema pulmonar - Perda da elasticidade do tecido pulmonar devido excessiva dilatao e destruio dos alvolos (tabagismo)

Edema Pulmonar - Acmulo de lquido nos pulmes levando insuficincia respiratria.

Asma - Doena inflamatria crnica das vias areas reduo ou mesmo obstruo do fluxo de ar (hiperproduo de muco, contrao da musculatura, edema da mucosa brnquica).

Pneumonia - a infeco do pulmo, geralmente por bactrias.

Fibrose pulmonar - espessamento e cicatrizes profundas no interior dos pulmes.

Embolia pulmonar - o bloqueio de uma ou mais artrias dos pulmes por diversos materiais, em geral cogulos de sangue, decorrentes de trombose, chamados mbolos.

Cncer de Pulmo - o mais comum dos tumores malignos, apresentando um aumento por ano de 2% na sua incidncia mundial.

A mortalidade por esse tumor muito elevada e o prognstico dessa doena est relacionado fase em que diagnosticada.